DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/02/2019

Vale sabia do risco na barragem de Brumadinho, aponta MP

O rompimento da barragem matou 165 pessoas e deixou 160 desaparecidas

Vale sabia do risco na barragem de Brumadinho, aponta MP Foto: Reuters

Ministério Público de Minas Gerais avalia que a Vale sabia do risco de rompimento na barragem de Brumadinho e em outros oito depósitos de rejeitos desde outubro do ano passado. A informação consta em uma ação que corria em segredo de Justiça no TJ mineiro e foi revelada pelo colunista Lauro Jardim.

 

O rompimento da barragem matou 165 pessoas e deixou 160 desaparecidas.

 

Apesar dos avisos, o MP sustenta que a empresa classificou a estrutura de Brumadinho como de “baixo risco”.

 

Nesta última segunda-feira (11), a Agência Nacional de Mineração determinou que barragens do mesmo tipo passem a ser vistoriadas diariamente, e não mais a cada 15 dias. Há 88 barragens como a de Brumadinho no Brasil. Dessas, 41 estão em MG. // NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

YTANAJÉ COELHO, professor da rede pública, em Borba (AM)

Educador indígena, da etnia Munduruku, lançou livro intitulado “Canumã: A travessia”, onde relata a história do seu povo 

Desce Catracas

PAULO GUEDES, ministro da Economia

Em entrevista a Globo News, ministro anunciou que vai acabar com incentivos fiscais da ZFM e após repercussão disse que caiu em 'armadilha' de jornalista