DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/02/2019

Vale sabia do risco na barragem de Brumadinho, aponta MP

O rompimento da barragem matou 165 pessoas e deixou 160 desaparecidas

Vale sabia do risco na barragem de Brumadinho, aponta MP Foto: Reuters

Ministério Público de Minas Gerais avalia que a Vale sabia do risco de rompimento na barragem de Brumadinho e em outros oito depósitos de rejeitos desde outubro do ano passado. A informação consta em uma ação que corria em segredo de Justiça no TJ mineiro e foi revelada pelo colunista Lauro Jardim.

 

O rompimento da barragem matou 165 pessoas e deixou 160 desaparecidas.

 

Apesar dos avisos, o MP sustenta que a empresa classificou a estrutura de Brumadinho como de “baixo risco”.

 

Nesta última segunda-feira (11), a Agência Nacional de Mineração determinou que barragens do mesmo tipo passem a ser vistoriadas diariamente, e não mais a cada 15 dias. Há 88 barragens como a de Brumadinho no Brasil. Dessas, 41 estão em MG. // NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

ALFREDO MENEZES, coronel reformado do Exército

Assumiu a superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), nomeado pelo presidente Bolsonaro

Desce Catracas

DOCA ALBUQUERQUE, prefeito de Terra Santa

Justiça Eleitoral cassou (primeira instância) mandato dele de prefeito por abuso de poder econômico nas Eleições de 2016