DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/02/2019

Concurso do Detran/PA é cancelado e quatro pessoas são presas

Após suspeita de fraude, Governo do Pará divulgará novo cronograma de provas até 15 de fevereiro

Concurso do Detran/PA é cancelado e quatro pessoas são presas Sede do Detran, em Belém

 

DEAMAZÔNIA BELÉM, PA - O governo do Pará decidiu cancelar o concurso público para o cargo de agente de fiscalização do trânsito do Detran/PA realizado neste domingo (11), organizado pela Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp). O certame tinha validade para todo o Estado. Candidatos denunciaram que fiscais não teriam aberto o lacre das provas na frente dos candidatos, em uma das salas, no Colégio Santo Antônio, no bairro da Campina, em Belém. Quatro candidatas também foram presas, tentando fraudar as provas. A informação é do G1. 

 

As candidatas foram presas em flagrante quando faziam as provas no Núcleo Policial de Inteligência (NPI), na Escola de Enfermagem e no Campus IV, da Universidade Estadual do Pará (UEPA).

 

A Polícia Civil informou que duas delas foram presas em flagrante com telefones escondidos e escutas. A terceira se passou por outra candidata e com a quarta foi encontrada uma cola eletrônica.

 

No mesmo concurso a Secretaria de Administração do Estado (Sead) manteve o certame para as 34 vagas de agente de educação de trânsito e confirmou o cancelamento dos exames para o  cargo de agente de fiscalização de trânsito que ofertava 66 vagas. Os salários são equivalente a R$  2.191,52.

 

Em Nota, a Sead/PA ressalta que Fadesp já foi responsabilizada pelo fato e que um novo cronograma será divulgado até a sexta-feira, dia 15 de fevereiro, para a realização de novas provas.

 

NOTA DA SEAD

Sead informa sobre cancelamento de provas para cargo de agente de trânsito do Detran

A Secretaria de Administração do Estado (Sead) informa o cancelamento das provas de conhecimento apenas para o cargo de agente de educação de trânsito do Concurso Público C-177 Detran, aplicadas pela Fadesp, organizadora do certame. A Sead lamenta o transtorno que isto causará aos candidatos que fizeram as provas neste domingo (10).

 

O órgão estadual afirma ainda que, junto com a Polícia Cívil, está apurando o fato de envelopes contendo as provas não terem sido abertos na presença dos candidatos em um dos locais de prova, pois tal ocorrência prejudica a transparência e a lisura do concurso, que devem ser preservadas no interesse público. 

 

A Sead ressalta que Fadesp já foi responsabilizada pelo fato e que um novo cronograma será divulgado até a sexta-feira, dia 15 de fevereiro, para a realização de novas provas, e que as provas no turno da tarde, para agente de fiscalização, ocorrem normalmente.

Sobe Catracas

YTANAJÉ COELHO, professor da rede pública, em Borba (AM)

Educador indígena, da etnia Munduruku, lançou livro intitulado “Canumã: A travessia”, onde relata a história do seu povo 

Desce Catracas

PAULO GUEDES, ministro da Economia

Em entrevista a Globo News, ministro anunciou que vai acabar com incentivos fiscais da ZFM e após repercussão disse que caiu em 'armadilha' de jornalista