DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/02/2019

MP-AM recomenda aplicação legal do Fundeb em Lábrea

Caso o prefeito Gean Campos não cumpra a recomendação será responsabilizado nas esferas criminal e civil, por ato de improbidade administrativa

MP-AM recomenda aplicação legal do Fundeb em Lábrea MP-AM recomenda aplicação legal do Fundeb em Lábrea (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA LÁBREA, AM - O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio da Promotoria de Justiça de Lábrea, expediu, no dia 06 de fevereiro de 2019, recomendação ao Prefeito Municipal, Gean Campos de Barros, e ao Secretário Municipal de Educação, Jesus Batista de Souza, para que o município pare de liberar recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) a profissionais do magistério que não estejam desempenhando suas funções nas escolas, conforme a Lei n. 11.494/2007.

 

Caso os gestores não acatem a recomendação, serão responsabilizados nas esferas criminal e civil, por atos de improbidade administrativa.

 

“Em dezembro de 2018, a Promotoria foi procurada pela Associação de Professores Municipais que apresentou a denúncia de que a Prefeitura estava liberando recursos do Fundeb de maneira irregular. A lei prevê que 60% anual do Fundo deve ser destinado para custeio da remuneração dos profissionais do magistério que estejam, de fato, desempenhando suas funções nas escolas”, explicou o Promotor de Justiça Rodrigo Nicoletti.

 

As despesas com aposentadorias e pensões (inativos) não foram computadas no cálculo do demonstrativo do Fundeb. Após a reunião com o Presidente da Associação, Edivaldo Nunes dos Santos, foi instaurada Notícia de Fato e, posteriormente, o Inquérito Civil n. 02/2019 para apurar eventual ato de improbidade administrativa do Prefeito Municipal de Lábrea.

 

O MP-AM deu prazo de dez dias para análise e manifestação quanto a eventual acatamento da recomendação e informações sobre as providências adotadas.

Sobe Catracas

YTANAJÉ COELHO, professor da rede pública, em Borba (AM)

Educador indígena, da etnia Munduruku, lançou livro intitulado “Canumã: A travessia”, onde relata a história do seu povo 

Desce Catracas

PAULO GUEDES, ministro da Economia

Em entrevista a Globo News, ministro anunciou que vai acabar com incentivos fiscais da ZFM e após repercussão disse que caiu em 'armadilha' de jornalista