DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/02/2019

Procura pelo preparatório para o Enem da 14° Cicom dobra no final de semana

O preparatório ainda possui vagas disponíveis

Procura pelo preparatório para o Enem da 14° Cicom dobra no final de semana As aulas são gratuitas. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A procura por uma vaga no preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, realizado todo domingo na sede da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), localizada na avenida Autaz Mirim, Tancredo Neves, zona leste de Manaus, teve um aumento de mais do dobro de inscritos inicialmente. Este é o segundo final de semana de aulas e o número de participantes passou de 15 para 36 alunos.

 

Segundo o comandante da 14ª Cicom, major Victor Melo, mesmo com a alta demanda, o preparatório ainda possui vagas disponíveis, pois a capacidade da sala é para 50 estudantes. “Para o aluno que quer participar, ele só precisa levar caderno, caneta e a identidade para fazer o registro no dia da aula”, informou. O major também ressaltou que o preparatório também está de portas abertas para professores voluntários que quiserem aderir ao projeto.


A aluna Jherelen Souza, que conheceu a iniciativa por meio de uma vizinha, contou que quer cursar psicologia e acredita que esta é uma oportunidade de estudar e atingir seus sonhos e metas. “Essa é uma boa oportunidade para ampliarmos nosso aprendizado. Aqui contamos com o apoio dos policiais da 14ª Cicom que, com muita boa vontade, nos disponibilizam a sala de aula e dos professores, que são voluntários”, disse.


O preparatório para o Enem 2019 foi criado para atender os jovens da comunidade onde a 14ª Cicom atua. As aulas são gratuitas, todos os domingos, a partir das 8h, nas dependências da própria companhia.

Sobe Catracas

CLEINALDO COSTA, reitor da UEA

Nos últimos meses, Universidade abriu número expressivo de vagas para cursos e concursos públicos

Desce Catracas

MANO DADAI, vereador de Santarém (PA)

Justiça condenou ele a perda do mandato e oito anos de prisão, na Operação Perfuga, por associação criminosa e peculato