DeAmazônia

MENU
Atualizado em 09/02/2019

Polícia prende mulher que assaltava advogados à mão armada, em Manaus

Acusada aplicava golpes fingindo precisar de serviços advocatícios para atrair as vítimas

Polícia prende mulher que assaltava advogados à mão armada, em Manaus Katiane Andrade, presa acusada de roubar advogados (Fotos: Erlon Rodrigues)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Polícia Civil do Amazonas prendeu nesta sexta-feira (08/02), na Zona Norte de Manaus, Katiane Andrade Pontes, de 38 anos. A mulher foi presa suspeita de aplicar golpes fingindo precisar de serviços advocatícios, atrair os advogados para um determinado local e os roubar à mão armada. A acusada possui uma extensa ficha na Polícia e foi autuada por roubo majorado (com características de violência e/ou ameaça com arma de fogo) e associação criminosa.

 

O delegado-geral adjunto, Orlando Amaral e os delegados Guilherme Torres e Demetrius de Queiroz, titular e adjunto, respectivamente, da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), apresentaram a acusada neste sábado (09/02).

 

De acordo com o delegado titular da Derfd, Guilherme Torres, Katiane ligava para os advogados, se identificava como cliente  queria contratar serviços advocatícios para o acompanhamento de supostas audiências de custódia. Posteriormente, marcava um lugar de encontro e, ao entrar no veículo das vítimas, aguardava o melhor momento para anunciar o roubo.

 

“A suspeita pedia carona e, em momento oportuno, sacava uma arma e levava a vítima a caixas eletrônicos para que fossem realizados saques de R$ 1,5 a R$ 2 mil, quantidade permitida pelas operadoras; ou seguia para uma rua, nas proximidades da Bola do Produtor, zona leste, e lá outros comparsas intimidavam a vítima. Em um dos relatos, o advogado ficou em posse dela no período de meio-dia às 18h”, explicou.

 

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado-geral adjunto, Orlando Amaral e pelos delegados Guilherme Torres e Demetrius de Queiroz, titular e adjunto, respectivamente, da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), apresentou neste sábado (9), Katiane Andrade Pontes, 38. Ela foi presa nesta sexta-feira (8), por volta das 12h, em via pública, na zona norte, em cumprimento de mandado de prisão preventiva por roubo majorado e associação criminosa.  

 

“A suspeita estava praticando alguns crimes contra advogados e possui uma extensa ficha criminal. A equipe da Derfd conseguiu efetuar a prisão nas proximidades de um supermercado naquela área da cidade e agora vamos continuar com as investigações para identificar possíveis parceiros dela”, afirmou o delegado-geral adjunto.

 

De acordo com o delegado titular da Derfd, Guilherme Torres, Katiane ligava para os advogados, se identificava como cliente  queria contratar serviços advocatícios para o acompanhamento de supostas audiências de custódia. Posteriormente, marcava um lugar de encontro e, ao entrar no veículo das vítimas, aguardava o melhor momento para anunciar o roubo.

 

“A suspeita pedia carona e, em momento oportuno, sacava uma arma e levava a vítima a caixas eletrônicos para que fossem realizados saques de R$ 1,5 a R$ 2 mil, quantidade permitida pelas operadoras; ou seguia para uma rua, nas proximidades da Bola do Produtor, zona leste, e lá outros comparsas intimidavam a vítima. Em um dos relatos, o advogado ficou em posse dela no período de meio-dia às 18h”, explicou.

 

Ficha criminal extensa

Após consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), a equipe de investigação da especializada identificou que Katiane já possuía 26 Boletins de Ocorrência (BOs) por crimes diversos, entre eles: estelionato, roubo, ameaça, posse de entorpecente, maus-tratos contra o próprio filho e crimes de trânsito (lesão corporal culposa na direção de veículo e omissão de socorro).

 

“É importante destacar que a suspeita já responde a três processos, sendo os dois mais relevantes por estelionato. Inclusive, ela já havia sido presa em flagrante ao se passar por uma vendedora de imóveis, demonstrando ser bastante atuante nesse tipo de crime”, pontuou o delegado adjunto da especializada, Demetrius de Queiroz.

 

Orientação

O presidente Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB-AM), Marco Aurélio Choy e o presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas do Amazonas (Abracrim–AM), Cândido Honório Neto também participaram da apresentação da infratora, no prédio da Delegacia Geral, zona oeste da cidade.

 

Delegados da Polícia Civil ao lado de presidente da OAB-AM Marco Choy e membros da Ordem (Foto: Erlon Rodrigues)

 

Marco Aurélio Choy agradeceu o trabalho eficaz da Polícia Civil e fez um alerta aos colegas advogados. “Não atendam pessoas fora dos escritórios e não marquem encontros em postos de gasolina ou em lugares suspeitos. Caso o advogado não tenha um local para fornecer serviços, a OAB-AM disponibiliza duas estruturas para receber seus clientes com mais segurança”, alertou.

 

Conforme o presidente da Abracrim–AM, Cândido Honório, o número de advogados que caíram no golpe ainda não foi apurado, pois como Katiane fazia ameaças, as vítimas não formalizaram a ocorrência com receio de possíveis consequências.

 

“Nós convidamos colegas que porventura forem vítimas de golpes semelhantes praticados por essa mulher ou por qualquer outro indivíduo que se dirijam até a delegacia que está apurando os fatos, para que possamos instruir o inquérito policial da melhor forma”, informou Cândido.

 

 Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, Katiane será levada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irá ficar à disposição da Justiça.

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame