DeAmazônia

MENU
Atualizado em 09/02/2019

Anderson vai gastar R$ 320 mil com show de Zezé de Camargo e Luciano

Devendo R$ 3 milhões em precatórios e acusado de 'sumir' com R$ 2 milhões do Fundo Previdenciário Municipal, prefeito de Rio Preto ‘afronta’ TCE e MP

Anderson vai gastar R$ 320 mil com show de Zezé de Camargo e Luciano   Anderson Sousa, prefeito de Rio Preto da Eva ( foto facebook/assessoria da Prefeitura de Rio Preto da Eva)

DEAMAZÔNIA RIO PRETO DA EVA, AM - O prefeito de Rio Preto da Eva ( a 80 quilômetros de Manaus), Anderson Sousa (Pros), contratou a empresa MAC Produções Ltda., com sede em São Paulo, pelo o valor de R$ 320 mil, para a realização do show da dupla sertaneja Zezé de Camargo e Luciano, no 37º aniversário da cidade, que acontecerá no dia 31 de março de 2019. A contratação da empresa de eventos, consta no Diário Oficial dos Municípios, datada do dia 28 de janeiro. A informação foi publicada pelo site Radar Amazônico.

do5

 

O vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), conselheiro Mário Melo, advertiu o prefeito para não realizar festas no município, desse prioridade as despesas com saúde, educação, infraestrutura e assistêncial social. Segundo o TCE, o prefeito havia ultrapassado o limite de gastos da Lei Orçamentária, demasiadamente, com festas, desrespeitando ainda a Lei de Responsabilidade Fiscal.

VEJA AQUI A DECISÃO DO CONSELHEIRO MÁRIO MELO 20_Decisão Monocrática_Proc_2218_2018_Representação_Reapreciação_Cautelar_Prefeitura Rio Preto da Eva_Festividade_Deferimento

 

A Prefeitura de Rio Preto deve um valor estimado em mais de R$ 3 milhões em Precatórios e o prefeito é acusado ainda de sumir com R$ 2 milhões do Fundo Previdenciário Municipal. Anderson Sousa ficou conhecido como ‘prefeito ostentação”, por ostentar em viagens internacionais e em baladas.    

 

A publicação do Diário Oficial dos Municípios [ver no final desta matéria], diz ainda que dos R$ 320 mil, R$ 160 mil são de recursos próprios da Prefeitura e a outra metade de valores oriundos de convênios. A empresa MAC foi contratada pelo processo de Inexibilidade, que se caracteriza pela impossibilidade de competição [esta determinada no art. 25 da Lei de Licitações e Contratos. Essa inviabilidade pode ser tanto pela exclusividade do objeto a ser contratado, como pela falta de empresas concorrentes]. 

 

O prefeito já havia, em dezembro de 2018, na festa de Réveillon, “desafiado” decisão do vice-presidente do TCE, Mário Melo e contratou várias atrações nacionais. 

 

Na semana passada, Anderson voltou a desconsiderar a recomendação do vice-presidente do Tribunal de Contas do Amazonas e anunciou, para o mês de março, cinco dias de Carnaval. A estimativa é de que os gastos com a folia seja de aproximadamente R$ 500 mil. E agora, pela terceira vez, o 'prefeito Ostentação" desdenha da advertência do TCE/AM, contratando Zé de Carmago e Luciano. LEIA TAMBÉM TCE/AM acaba com ‘farra’ de gastos do ‘prefeito Ostentação’ em festas

 

O Ministério Público do Amazonas abriu procedimento de investigação, no final do ano passado, para apurar denuncia do vereador cabo Marcelo Santos de que o prefeito sumiu com recursos do Fundo Previdenciário Municipal, após descontar o montante de R$ 2 milhões da folha salarial dos funcionários. O crime configura Apropriação Indébita e pode levar Anderson Sousa à prisão.

 

OUTRO LADO

Nas redes sociais, o assessor do prefeito Anderson, Erlan Roberto, disse que a notícia é tendenciosa e que o município fatura R$ 10 milhões com a festa e ainda que o 'evento desse porte gera emprego e renda".  A assessoria não falou sobre a dívida dos R$ 3 milhões de precátorios, do suposto sumiço do dinheiro do fundo previdenciário e nem sobre a recomendação do TCE e da investigação do MP/AM. 

 

Quando procurado sobre as as matérias relacionadas a administração de Rio Preto da Eva, o assessor de Anderson nunca deu retorno.  

VEJA A PUBLICAÇÃO DO CONTRATO DA PREFEITURA DE RPE COM A MAC PRODUÇÕES  do

 do2

Sobe Catracas

CAROL ALVES, fisiculturista

Atleta amazonense conquistou 4º lugar no Campeonato Internacional de Fisiculturismo Toronto Pro Show, no Canadá

Desce Catracas

NIVALDO AQUINO, presidente da Câmara de Óbidos (PA)

Ele e outro vereador foram denunciados no MPPA por serem os mandantes de perfuração de poços clandestinos, sem licença ambiental