DeAmazônia

MENU
Atualizado em 09/02/2019

Governo apresenta plano de ação para alavancar produção de café no AM

Ação acontece por meio da Sepror; objetivo é fomentar produção dos cafeicultores locais

Governo apresenta plano de ação para alavancar produção de café no AM Secretário da Sepror, Petrucio Magalhães visitou indústria de café 3 Corações (Foto: Djalma Junior/Sepror)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O titular da Secretaria de Estado de Produção Rural e Sustentabilidade (Sepror), Petrucio Magalhães Júnior, apresentou, na manhã de hoje (08/02), na sede da Indústria de Cafés 3 Corações, os planos do Governo do Amazonas para fortalecimento da cafeicultura no Amazonas. Na ocasião, ele conheceu as instalações da Indústria que passará a adquirir matéria-prima dos produtores locais.

 

Durante a apresentação, Petrucio destacou as ações de governo previstas para serem atingidas entre os anos de 2019 e 2022, como aumentar a produção de 7 mil para 360 mil sacas/ano; firmar parcerias com institutos de pesquisa, de crédito e de financiamento; realizar a construção de 20 armazéns municipais e comunitários; recuperar 500 hectares de ramais e capacitar técnicos e produtores.

 

“O sistema Sepror, a Embrapa, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e Federação da Agricultura estão trabalhando de forma integrada, para sensibilizar novos produtores e novos municípios a aderirem ao cultivo do café Conilon, que é ideal para as nossas condições climáticas e florestais. Também, vamos trabalhar a capacitação, tanto dos técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), como também dos produtores rurais”, informou Petrucio. 

 

Fomento à produção regional

O gerente da Indústria de Cafés 3 corações, Joseliton Lopes, informou que a matéria-prima da fábrica vinha toda de fora, mas que a partir de agora passará a importar menos e começará a comprar mais dos cafeicultores locais, fomentando a produção regional.

 

“Existe uma grande expectativa nossa de a médio e longo prazo estarmos comprando toda a linha de café robusta, tipo Conilon, aqui do estado do Amazonas. Isso também vai fazer com que a gente ajude a fomentar a produção local e a prospectar não só a produção, mas também a comercialização”, disse Joseliton.

 

Fortalecimento do segmento

O produtor rural e membro da Associação Solidariedade Amazonas (ASA), Roque Lins, acredita no apoio oferecido pela Fábrica 3 Corações e no plano de ação do governo do Amazonas para fortalecimento do segmento.

 

“A gente espera que, a partir de agora, o Governo do Estado invista pesado em projetos, nos ajude com investimentos, com tecnologia e técnicos capacitados para acompanhar o projeto”, pediu Roque.

 

Dados de 2018 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indicam que todo café cultivado no Estado é do tipo Conilon, por conta da sua maior rusticidade e maior adaptação às condições de floresta tropical. A quase totalidade do plantio está concentrada na região sul do estado, principalmente no município de Apuí. 

 

Produção no Brasil

O Brasil é o maior produtor e exportador de café e o segundo maior consumidor do produto no mundo. O consumo interno de café no Brasil em 2017 foi estimado em 21,5 milhões de sacas, que correspondem a 1,07 milhão de toneladas. Com esse volume, o nosso País se destaca como segundo maior consumidor de café em nível mundial, sendo precedido pelos Estados Unidos, que consomem em torno de 25,8 milhões de sacas de café.

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame