DeAmazônia

MENU
Atualizado em 06/02/2019

'Não existem heróis, nós queremos é a obra', diz Omar, sobre a BR 319

Reunião com ministro de Infraestrutura; com VÍDEO

'Não existem heróis, nós queremos é a obra', diz Omar, sobre a BR 319 Senador Omar Aziz

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - A força conjunta de senadores e governadores do Norte arrancou o compromisso do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas para a pavimentação da BR 319, que liga Manaus a Porto Velho, em Rondônia.

 

O senador Omar Aziz (PSD), líder da bancada amazonense no Congresso, saiu da audiência, com o ministro, otimista. Omar disse que já foram feitas inúmeras reuniões para tratar da BR 319, mas que o projeto para a execução da obra nunca avançou.

 

"Eu perguntei ao ministro: ministro nós já fizemos inúmeras reuniões para tratar da BR 319. Existe a vontade política do governo de fazer a 319? A resposta dele foi que 'existe a vontade política e é prioridade para o nosso governo' ", afirmou Omar.

 

A pavimentação da BR 319 estava de fora do pacote de obras de R$ 100 bilhões anunciado pelo governo Bolsonaro.  

 

"Não tem que ter aqui heróis, nem vencedores, nós queremos é a obra. A obra é importante e o governador Wilson Lima entende dessa forma também", completou o senador, que postou vídeo em sua página na rede social, abordando o tema. 

Participaram também da audiência os oitos deputados federais e os senadores Eduardo Braga e Plínio Valério, da bancada amazonense, além dos governadores de Roraima, Antonio Denarium, e de Rondônia, coronel Marcos Rocha, e do vice-governador do Acre, Wherles Fernandes da Rocha. Membros das bancadas desses estados também estiveram na reunião. 

Sobe Catracas

CAIO JOBIM, professor da rede pública de Manaus/AM

Com metodologia norte-americana, criou o 'Clube do Livro', em escola de Manaus, com o objetivo de incentivar o hábito da leitura entre estudantes do Ensino Médio

Desce Catracas

TARCÍSIO ROSA, presidente da Eletrobras Amazonas

Irritação de consumidores, com má prestação de serviços, é tanta que usuário se descontrolou e quebrou computador e mesas em escritório da empresa