DeAmazônia

MENU
Atualizado em 05/02/2019

Papa faz visita histórica à Península Arábica e celebra missa a milhares de fiéis

É a primeira viagem de um líder da Igreja Católica à região, o berço do islã

Papa faz visita histórica à Península Arábica e celebra missa a milhares de fiéis Papa Francisco celebrou missa para milhares de fiés, em Abu Dhabi. Foto: Vatican Media/Reuters

Em visita histórica aos Emirados Árabes Unidos, o Papa Francisco celebrou uma missa a quase 170 mil fiéis no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi, nesta terça-feira (5). Esta foi a primeira vez que um líder da igreja católica visitou a Península Arábica, que tem o islamismo como religião oficial.

 

 

Na segunda-feira (4), o pontífice participou de um encontro internacional com líderes de outras religiões. No encontro, afirmou que justificar "o ódio e a violência" em nome de Deus é "uma grave profanação". Segundo a 'France Presse', ele também se reuniu com o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohammed bin Zayed al-Nahyan.

 

O Papa chegou a Abu Dhabi no domingo (3). Ele foi recepcionado por caças militares, que sobrevoaram o palácio presidencial, soltando fumaça amarela e branca, cores da bandeira do Vaticano. Na segunda-feira (4), o pontífice se encontrou com o imã sunita de Al-Azhar, o xeque Ahmed al-Tayeb, que preside o "Conselho Muçulmano dos Anciãos" - fundação para promoção da paz.

 

A decisão de viajar para o país se deu após declarar que 2019 seria o "Ano da Tolerância". O país se orgulha de sua população ser formada por mais de 85% de expatriados de diversas nacionalidades e religiões.

 

Os Emirados Árabes Unidos abrigam cerca de um milhão de católicos, o que equivale a aproximadamente 10% de sua população. // NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame