DeAmazônia

MENU
Atualizado em 16/01/2019

Boi Garantido requer destituição da Comissão Julgadora do Festival de Parintins

O bumbá solicita melhor definição de metodologia e critérios de escolha dos jurados

Boi Garantido requer destituição da Comissão Julgadora do Festival de Parintins Presidente do Garantido, Fábio Cardoso (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - O Boi Garantido protocolou nesta terça-feira (15/01), em documento direcionado ao prefeito de Parintins, Bi Garcia, a destituição da atual Comissão do Festival Folclórico 2019. Uma reunião para a constituição de uma nova comissão também foi pedida. A Comissão é presidida pelo secretário de Administração da Prefeitura, Harald Dinelly, ex-fiscal do Caprichoso e sócio do bumbá e pela secretária de Turismo, Karla Viana, também de família do boi azul e branco. 

 

O documento assinado pelo presidente Fábio Cardoso afirma que o objetivo é a busca da "isonomia do processo de escolha de jurados e julgamento do festival, primando por sua credibilidade".

 

O Bumbá vermelho e branco solicita melhor definição de metodologia e critérios de escolha dos jurados e Formato da comissão julgadora.

 

SAIBA MAIS __________

O artigo 45 do Regulamento do Festival de Parintins diz o seguinte: Este Regulamento entrará em vigor após a sua aprovação e publicação no Diário Oficial do Estado. O mesmo terá validade até 31 de julho de 2021, podendo ser prorrogado ou revisto. 

____________________

 

Também no ofício direcionado ao prefeito de Parintins, há a solicitação para que aconteça a reunião no prazo de 20 dias.

 

Segundo Fábio Cardoso o Festival de Parintins tem passado por mudanças importantes e é fundamental que a Comissão do Festival tenha isonomia comprovada com membros sem vínculo com alguma das agremiações envolvidas na festa. "Não é interessante para a confiabilidade do evento, para a credibilidade do Festival, que pessoas historicamente ligadas ao contrário ou ao Garantido estejam nesta Comissão", destacou.

 

VEJA O DOCUMENTO

Sobe Catracas

CLEINALDO COSTA, reitor da UEA

Nos últimos meses, Universidade abriu número expressivo de vagas para cursos e concursos públicos

Desce Catracas

MANO DADAI, vereador de Santarém (PA)

Justiça condenou ele a perda do mandato e oito anos de prisão, na Operação Perfuga, por associação criminosa e peculato