DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/01/2019

Mackenzie expulsa aluno que, nas redes sociais, ameaçou matar negros

Estudante divulgou um vídeo no dia da votação do primeiro turno em que aparece armado e proferindo ameaças de cunho racista

Mackenzie expulsa aluno que, nas redes sociais, ameaçou matar negros Pedro Baleotti. (Foto: Reprodução)

Por Bruno Bocchini 

 

A Universidade Presbiteriana Mackenzie expulsou o aluno Pedro Baleotti que, em outubro de 2018, divulgou vídeos em suas redes sociais, nos quais ele fez discurso incitando a violência, com ameaças e manifestação racista. “Essa negraiada vai morrer” disse o aluno em um trecho do vídeo, gravado em um automóvel fora da instituição de ensino.

 

“Os trâmites institucionais foram cumpridos e o aluno foi expulso, receberá todos os documentos quanto aos créditos cumpridos. A instituição não coaduna com atitudes preconceituosas, discriminatórias e que não respeitam os direitos humanos”, disse a Mackenzie em nota.

 

Segundo a assessoria de imprensa da Mackenzie, o aluno não poderá recorrer da decisão, tornada pública hoje (10).

 

Outro lado

O advogado Norman Prochet Neto, que defende o estudante, disse que os vídeos foram divulgados sem a autorização do aluno. 

 

“Tendo em conta a divulgação de reportagens no sentido que o Sr. Pedro B. Baleotti foi desligado da Universidade Presbiteriana Mackenzie em virtude de vídeos indevidamente divulgados durante o período eleitoral, necessário se esclarecer o seguinte:

 

1- Conforme já informado anteriormente, ambos os vídeos foram enviados a um grupo restrito de amigos em aplicativo de troca de mensagens, sem qualquer intenção de divulgação por parte do Sr. Pedro;

 

2- Os vídeos foram publicados de forma indevida e sem a autorização do Sr. Pedro, violando direitos de sua personalidade”, disse em nota o advogado.

 

Edição: Fábio Massalli
Com informações de Agência Brasil
 
 

Sobe Catracas

CAROL ALVES, fisiculturista

Atleta amazonense conquistou 4º lugar no Campeonato Internacional de Fisiculturismo Toronto Pro Show, no Canadá

Desce Catracas

NIVALDO AQUINO, presidente da Câmara de Óbidos (PA)

Ele e outro vereador foram denunciados no MPPA por serem os mandantes de perfuração de poços clandestinos, sem licença ambiental