Sexta, 05 de junho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 28/12/2018

Procon Manaus fiscaliza tempo de espera em agências bancárias

A 'Lei das Filas' estabelece um tempo máximo de 15 minutos de espera

Procon Manaus fiscaliza tempo de espera em agências bancárias A irregularidade foi constatada em uma agência localizada, na avenida Boulevard Álvaro Maia (Fotos: Altemar Alcântara / Semcom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Após denúncias de que usuários estariam esperando mais de três horas na fila para serem atendidos, fiscais da Ouvidoria e Proteção ao Consumidor (Procon Manaus) realizaram uma fiscalização, nesta sexta-feira (28/12), em agências bancárias da cidade.

 

A irregularidade foi constatada em uma agência localizada, na avenida Boulevard Álvaro Maia, bairro Presidente Vargas, zona Centro-Sul, onde os usuários relataram esperar mais de três horas para serem atendidos, inclusive em caixas para prioridades.

 

A Lei Municipal 167/2015, conhecida como 'Lei das Filas' estabelece um tempo máximo de 15 minutos de espera do consumidor em dias normais; 20 minutos em véspera ou após feriados e de 25 minutos em dias de pagamento dos servidores públicos. A multa para o descumprimento desta Lei varia de R$ 25 mil a R$ 150 mil. A agência onde foi encontrada a irregularidade, que já é reincidente, foi autuada no valor máximo de R$ 150 mil.

 

De acordo com o ouvidor-geral do município, Rodrigo Guedes, o consumidor tem o direito de denunciar caso a agência bancária esteja trabalhando acima do tempo de espera determinado pela Lei.

 

“É importante sempre que o consumidor tenha as provas que é a senha com o tempo de chegada e também do tempo em que ele foi atendido, ele pode exigir que o caixa carimbe o horário em que ele está sendo atendido. Isso já é o suficiente para que nós lavremos um auto de infração no caso de descumprimento da Lei das Filas. Para denunciar o consumidor pode entrar em contato pelo nosso WhatsApp que é o 98842-3030, pelo 0800-0920111 e também pelas nossas redes sociais”, relatou Guedes.

 

A unidade autuada tem um prazo de 10 dias para apresentação de defesa junto ao órgão de defesa do consumidor.

Sobe Catracas

RODRIGO FERNANDES, escritor paraense

Natural de Santarém, venceu concurso da Academia Paraense de Letras e Artes e obra dele ficou em 1º lugar na categoria 'Melhor Livro'

Desce Catracas

ALFREDO MENEZES, ex-superintendente da Suframa

Foi demitido após 1 ano e 3 meses à frente da autarquia, que enfrenta a por crise da história