Sábado, 15 de agosto de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 20/12/2018

Observatório Manaus é condenado por espalhar fake news sobre deputado

Publicação de montagens

Observatório Manaus é condenado por espalhar fake news sobre deputado Pauderney Avelino (Foto: Divulgação)

Por publicar montagens de forma caluniosas e difamatórias do deputado federal Pauderney Avelino (Democratas), o responsável pela página Observatório Manaus, no Facebook, foi condenado a pena de pagamento de indenização no valor de R$ 20 mil por danos morais.

 

Segundo a juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, o proprietário da página Alex Mendes Braga, foi condenado ao pagamento de indenização porque publicou "matéria sensacionalista" imputando prática ilícita ao deputado federal, sem fundamentação, comprovação ou contraditório.

 

Em sua decisão, a juíza cita o saudoso jornalista Eduardo Martins, do Jornal O Estado de São Paulo, que afirma  que é dever da imprensa noticiar a denúncia que lhe foi feita, desde que fundamentada, devidamente apurada e comprovada documentalmente. O jornalista também diz que não é permitido a imprensa insultar ou acusar alguém da prática de crimes, salvo se houver prisão em flagrante delito e não haja dúvidas da culpa, e que todo acusado tem direito de resposta.

 

A juíza condenou também ao proprietário do Observatório Manaus, o pagamento das custas do processo e honorários advocatícios em 10% sobre o valor da condenação.

Sobe Catracas

SORAYA FREIRE, professora da rede municipal de Manaus

Desenvolveu guia sobre trabalho infantil, para professores, e ganhou destaque em matéria publicada no jornal 'Estadão'

Desce Catracas

AGUINALDO RODRIGUES, ex-prefeito de Manaquiri

Justiça Federal condenou o ex-prefeito por não prestar contas de recursos federais destinados à educação no município