DeAmazônia

MENU
Atualizado em 19/12/2018

Arthur formaliza a Temer pedido de apoio às vítimas do incêndio do Educandos

Prefeito de Manaus enviou na tarde desta quarta-feira (19/12) documento ao Governo Federal

Arthur formaliza a Temer pedido de apoio às vítimas do incêndio do Educandos A solicitação do prefeito de Manaus é de auxílio financeiro e operacional. (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O prefeito Arthur Virgílio Neto encaminhou nesta quarta-feira, 19/12, a formalização do pedido de auxílio federal ao presidente Michel Temer para o enfrentamento da situação de emergência em Manaus, decorrente do incêndio de grandes proporções que desabrigou aproximadamente 600 famílias do bairro Educandos, zona Sul, na noite da última segunda-feira (17/12).

 

A solicitação do prefeito de Manaus é de auxílio financeiro e operacional e já havia ocorrido via twitter, na terça-feira (18/12), tendo como base legal a Lei 12.340, de 1 de dezembro de 2010, além do Decreto 7.257, de 4 de agosto do mesmo ano.

 

No pedido, Arthur Virgílio destaca que o auxílio visa ajudar a capital amazonense a adotar as medidas necessárias para o enfrentamento da situação, sobretudo no socorro às vítimas. Dentro do planejamento municipal, a proposta é que o recurso seja usado no pagamento de auxílio-aluguel para as famílias atingidas pelo período inicial de 180 dias, no valor mensal de R$ 300 por família, totalizando a quantia de R$ 1.080 milhão.

 

A ideia é também conseguir recursos para prover as famílias de kits alimentação e de utensílios mínimos para a sobrevivência. Para isso, o prefeito sugere como base que sejam adotados mecanismos a exemplo do Cartão Reforma e do cartão social Minha Casa, Minha Vida, no valor de R$ 5 mil por família, totalizando R$ 3 milhões às vítimas.

 

A solicitação do prefeito também pede a concessão, com prioridade, de área para o planejamento de projetos habitacionais que permitam a construção de moradias para as famílias atingidas. A ideia é que parte das famílias desabrigadas pelo incêndio já seja direcionada para a etapa A do Residencial Manauara 2, na zona Norte.

 

O ofício encaminhado à Presidência da República faz parte da série de medidas adotada pela Prefeitura de Manaus após a tragédia no bairro Educandos.

 

Doações

A sede da Casa Militar, na Compensa, zona Oeste, está funcionando como ponto para a arrecadação de alimentos, roupas e outros itens para as vítimas. Escolas da rede municipal, a Minivila Olímpica do Coroado, postos do Sine Manaus e outros espaços municipais também funcionam como pontos de coleta de doação. Servidores de todas as secretarias municipais estão envolvidos na ação, coordenados pelo Fundo Manaus Solidária.

 

Doações de alimentos não-perecíveis, roupas, água, lençóis, itens de higiene pessoal, entre outros, podem ser direcionadas à base central na Casa Militar, localizada na avenida Padre Agostinho Caballero Martin, 770, Compensa.

 

Depósitos em dinheiro podem ser feitos na conta do Fundo Manaus Solidária, com razão Social Fundo Social de Solidariedade, CNPJ: 28.042.447001-42, no Banco do Brasil, Agência: 3563-7 e Conta Corrente: 9.703-9.

 

Todas as doações serão destinadas às famílias cadastradas pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). Para mais informações, acesse www.manaussolidaria.org.

 

Sobe Catracas

RAFAEL BARBOSA, defensor público geral do Amazonas

Recebeu medalha Ruy Araújo, mais alta comenda da Aleam, e em agradecimento, nomeou o 18º defensor aprovado no concurso da DPE-AM

Desce Catracas

ALFREDO MENEZES, superintendente da Suframa

Amigo do presidente, ZFM tem sofrido fulminantes ataques do governo Bolsonaro, o que mostra desprestígio dele no cargo