DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/12/2018

Morre Anchieta Junior ex-governador de Roraima

O ex-governador tinha 53 anos de idade

Morre Anchieta Junior ex-governador de Roraima O ex-governador Anchieta Jr tinha 53 anos de idade. (Foto: Divulgação)

O ex-governador e presidente do PSDB de Roraima, José de Anchieta Junior, faleceu na noite desta quinta-feira (6/12), vítima de um infarto fulminante. Ele estava acompanhado da filha quando, por volta de 20h, começou a passar mal e caiu no chão desacordado. O ex-governador tinha 53 anos de idade. 



Anchieta foi imediatamente socorrido, e encaminhado para o Hospital da Unimed de Boa Vista. A equipe médica tentou reanimá-lo durante 30 minutos, mas não teve sucesso. O médico que o atendeu, Aderbal Neto, confirmou o óbito às 20h40.

 

Anchieta se mudou do Ceará para Roraima em 1991. Formado em Engenharia, foi eleito como vice-governador na chapa com o ex-governador Ottomar Pinto no mandato de 2007 a 2011. Em razão do falecimento de Ottomar, Anchieta assumiu o governo no final do primeiro ano de mandato, mantendo-se no poder até 2011.



O tucano foi candidato à reeleição e eleito para a segunda gestão em 2012. Dois anos depois, se licenciou do governo para lançar a sua pré-candidatura ao Senado, mas perdeu a disputa. Em 2018, tentou nova eleição como candidato ao governo do Estado.



Por meio de nota, a governadora de Roraima, Suely Campos, manifestou pesar pela morte de Anchieta. "Roraima perde um político de expressiva liderança, o que foi demonstrado com a votação que teve nas últimas eleições", escreveu. 



"Nunca fomos aliados políticos, mas sempre tivemos relação respeitosa e reconheço suas virtudes de grande orador, de político próximo das pessoas, que deixou um legado de obras em todo o Estado. Estou em choque por sua morte súbita e prematura e externo meus sentimentos à família, amigos e ao povo de Roraima."



O líder do MDB em Roraima, Romero Jucá, também se manifestou. "É com imenso pesar que recebo a notícia do falecimento do ex-governador José de Anchieta Júnior. Durante sua trajetória política tive a oportunidade de conviver, trabalhar e aprender com ele, sempre com respeito mesmo diante das divergências que são naturais do ambiente político. Neste momento de dor, me solidarizo com a família e em especial, com suas filhas. Que Deus possa confortar o coração de todos.", disse. 

 

Correio Braziliense

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame