DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/11/2018

Em reta final para o Miss Universo, Miss Brasil Mayra Dias posa para ensaio na Amazônia

A morena realizou diversos ensaios na Amazônia inspirada na cultura indígena

Em reta final para o Miss Universo, Miss Brasil Mayra Dias posa para ensaio na Amazônia Miss Brasil Mayra Dias faz ensaio na Amazônia e explica sobre rituais indígenas Foto: Reprodução

O Miss Universo acontecerá no dia 16 de dezembro, na Tailândia, mas a preparação da amazonenese Mayra Dias para o concurso está a pleno vapor. A morena realizou diversos ensaios na Amazônia inspirada na cultura indígena. Para impulsionar a brasileira, a diretora artística do Miss Brasil, Karina Ades, também está promovendo o nome da candidata brasileira nas mídias sociais com a hashtag #mayravilhosa.

 

 

"Nosso diferencial nesta edição do Miss Universo é uma Miss engajada nas questões ambientais, cuja bandeira afeta o mundo e não somente o Brasil. Uma Miss com características brasileiras indígenas, filha da floresta do Norte, sofisticada, linda e serena. Falaremos mais do que nunca de um Brasil de tradições indígenas em defesa do seu ecossistema, da sua diversidade, porém tudo isso será dito e demostrado de maneira serena, tranquila, calma, sem o discurso impositivo do ódio.”, revela Karina.

 

 

 

Mayra Dias embarca para o concurso no dia 29 de novembro, onde participa de uma série de atividades até a grande final. Concorrentes de mais de 90 países ao redor do mundo disputarão o título de mulher mais bela do mundo, e a representante brasileira Mayra Dias, vive uma intensa preparação desde maio, quando foi eleita Miss Brasil 2018.

 

Mayra Dias, de 27 anos, é jornalista e natural de Itacoatiara, município localizado a 271km de distância de Manaus.

 

 

 

A Miss Brasil participou neste ano de diversas ações que estão ajudando a divulgar as causas ambientais. Em setembro, Mayra esteve na Semana do Climam, em Nova Iorque, evento realizado durante a Assembleia Geral da ONU, onde participou de reuniões com lideranças globais, e entregou uma carta de comunidades ribeirinhas com desejos para um Amazonas mais sustentável.

 

 

 

 

 

 
 
 
 
Com informações de Extra.globo 

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame