DeAmazônia

MENU
Atualizado em 30/10/2018

Manifesto da bancada evangélica propõe extinção do Ministério da Cultura

Bancada evangélica, uma das principais bases de apoio de Bolsonaro elegeu este ano 180 parlamentares

Manifesto da bancada evangélica propõe extinção do Ministério da Cultura Foto: Saulo Cruz/Agência Câmara

A Frente Parlamentar Evangélica, também conhecida bancada evangélica, elaborou um “manifesto à nação” com uma série de propostas que envolvem a “modernização do Estado”, “segurança jurídica”, “segurança fiscal” e “revolução na Educação”. O documento foi divulgado no último dia 24.

 

A bancada evangélica é uma das principais bases de apoio do presidente eleito Jair Bolsonaro e elegeu, este ano, 180 parlamentares. As propostas listadas no “manifesto” estão em total consonância com as ideias defendidas pelo capitão da reserva.

 

Uma das medidas propostas pelos parlamentares evangélicos é uma reforma ministerial para reduzir o número de ministérios de 28 para 15. Seriam extintos ministérios como o da Cultura e o da Ciência e Tecnologia – eles seriam incorporados ao Ministério da Educação. Também é prevista a extinção do Ministério do Meio Ambiente, que se tornaria uma secretaria do futuro Ministério do Agronegócio. Assim como Bolsonaro, a bancada evangélica quer criar o Ministério da Economia, que englobaria a Fazenda e o Planejamento.

 

Focando no “enxugamento” do Estado, o manifesto sugere ainda o “uso intensivo” da terceirização de mão de obra. Também propõe afrouxar os mecanismos que minimizam os impactos socioambientais com o intuito de beneficiar empresas. A ideia é criar um “teto” de compensação ambiental. “Reduzir as incertezas quanto às exigências para obtenção das licenças socioambientais e reduzir o tempo de concessão das licenças socioambientais”, diz o texto.

 

Para a área da Educação, os parlamentares seguem em consonância com Bolsonaro. Eles pretendem acabar com o que chamam de “ideologia de gênero” e “doutrinação marxista” nas escolas e propõem “rever” o Ensino Superior. Entre as ideias, está a instituição do que chamam de “Ensino Moral”. // REVISTA FÓRUM

Sobe Catracas

SUSAN MONTEVERDE, jornalista

Parintinense vai representar o Brasil no Seminário Global de Salzburg (SGS), na Áustria, nos diálogos das áreas de Cultura, Artes e Sociedade.

Desce Catracas

CHICO ALFAIA, prefeito de Óbidos (PA)

MPF vai investigar prefeito por suposto desvio de recursos federais, repassados ao município pelo Ministério da Integração Nacional