DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/10/2018

PF vai atrás de eleitores que votaram com arma e postaram vídeos

Investigados vão responder pelos crimes de violação de sigilo do voto e porte ilegal de arma

PF vai atrás de eleitores que votaram com arma e postaram vídeos Vídeos de eleitora votando com arma viralizaram no domingo (70 de eleição. Foto: reprodução

Polícia Federal desencadeou nesta quarta-feira (10) três ações simultâneas com intuito de investigar e coibir crimes relacionados às eleições de 2018.

 

 

As investigações cumprem mandados de busca e apreensão no estado do Paraná e a lavratura de dois Termos Circunstanciado de Ocorrência nos estados de São Paulo e Sergipe.

 

As ações desta quarta, que integram o conjunto de atividades desenvolvidas pelo Centro Integrado de Comando e Controle Eleitoral em Brasília, tem como objetivo aprofundar as investigações sobre vídeos que circularam recentemente nas redes sociais durante o primeiro turno do pleito brasileiro. A PF quer identificar e afastar possíveis ameaças ao processo eleitoral de 2018.

 

Os investigados poderão responder, no caso do estado do Paraná, pelos crimes de violação de sigilo do voto e porte ilegal de arma; e, no caso do estados de Sergipe e São Paulo, pela incitação de crime contra candidatos. // NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame