DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/10/2018

Escolas municipais passam a usar Diário Digital, em Manaus

Com o programa o professor pode mandar SMS para o pai ou responsável do aluno para acompanhar o desempenho do filho

Escolas municipais passam a usar Diário Digital, em Manaus O programa foi implantado no dia 1º de outubro,ainda de forma piloto. (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Quatro escolas da Prefeitura de Manaus são as primeiras a utilizar o projeto Diário Digital da Secretaria Municipal de Educação (Semed), uma parceria com a empresa Mira Educação. O programa foi implantado no dia 1º de outubro, ainda de forma piloto, com o intuito de ser ampliado em 2019. Por meio dele, os pais poderão receber SMS com a frequência e desempenho do aluno.

 

Nesta terça-feira, 9/10, assessores pedagógicos participaram da apresentação dos resultados do uso da ferramenta nas unidades, que aconteceu no auditório da secretaria. A utilização do Diário Digital será de duas formas, pelo celular, baixando o aplicativo “Mira Aula” ou pelo computador, por meio da plataforma “Mira Escola”. O programa funciona de forma offline, facilitando o trabalho pedagógico do professor.

 

De acordo com a coordenadora da Gestão Integrada da Educação (Gide), Musa Rosas, o objetivo é que, em 2019, as 498 unidades de ensino da Semed estejam fazendo uso do diário, acelerando os processos das escolas e, principalmente, facilitando o trabalho do professor. “O professor não usará mais o diário físico, tudo será registrado digitalmente e ele poderá escolher de que forma vai utilizar a ferramenta, se pelo celular, notebook ou computador. Com isso, ele ganha tempo e ainda facilita os processos das escolas, já que toda a informação sobre o aluno estará disponível de forma mais prática e célere”, explicou a coordenadora.

 

As escolas municipais Ana Mota, Irmã Dulce, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Dalva Maria e a Creche Municipal Luzenir Farias, todas no bairro Petrópolis, zona Sul, foram as primeiras unidades a utilizar o projeto. De acordo com o gerente pedagógico da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Sul, Anderson Rodrigues, o uso da ferramenta virtual, apesar de assustar alguns educadores, em pouco tempo de implantação já mostrou ter uma boa funcionalidade. “Tudo que é novo assusta um pouco. Alguns professores demonstraram resistência, mas logo perceberam como é fácil a utilização da ferramenta”, mencionou ele.

 

O Diário Digital deve ser preenchido todos os dias pelo professor, da mesma forma como acontece no diário de papel, a diferença é que, se o educador deixar de preencher, o diretor da escola precisa liberar o sistema para que o conteúdo e frequência dos alunos sejam lançados. O professor também pode mandar SMS para o pai ou responsável do aluno, que poderá acompanhar o desempenho do filho, bem como a frequência do mesmo.

 

A Mira Educação é uma empresa de São Paulo com parcerias em mais de 25 Estados do País. A parceria sem custos para a Semed é de 2 anos, mas que pode ser renovada e sempre que necessário uma equipe virá a Manaus para orientar os professores e assessores, até que toda a rede esteja utilizando facilmente a ferramenta. “Não é um sistema difícil de utilizar, mas até todos estarem totalmente adaptados, nós faremos esse trabalho de orientação”, afirmou o fundador da empresa, Rangel Barbosa.

 

Sobe Catracas

LUPERCINO DE SÁ, desembargador

Foi homenageado pela Aleam com a Medalha da Ordem do Mérito Legislativo

Sobe Catracas

SÉRGIO FONTES, delegado da Polícia Federal

Recebeu diploma de "Cidadão Benemérito" pela Câmara Municipal de Manaus

Desce Catracas

ANTÔNIO ROCHA, presidente da Câmara de Santarém

Foi denunciado pelo MPPA na operação Perfuga por crime de peculato e afastado do cargo de presidente da CMS

Desce Catracas

HÉLIO BESSA, ex-prefeito de Tefé

Foi condenado a devolver 2,5 milhões aos cofres públicos por irregularidades em convênios com o Governo do Estado

BASTIDORES