DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/09/2018

Susam reduz tempo de espera por consultas e exames

Em junho de 2017 os pacientes esperavam em torno de 183 dias para realizar um exame, este ano o número caiu para 33 dias

Susam reduz tempo de espera por consultas e exames Os pacientes também têm demorado menos tempo na fila do Sisreg - Foto: Divulgação

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Com a unificação do sistema de marcação de consultas e exames especializados, na rede pública, a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) não somente eliminou as filas de pacientes nas portas das unidades, em busca de atendimento, como também já reduziu o tempo de espera pela realização desses procedimentos, em diversas áreas.

 

Em termos comparativos, em junho de 2017 os pacientes esperavam em torno de 183 dias para realizar um teste ergométrico, por exemplo. Em junho de 2018, a espera caiu para 33 dias, e em agosto para 23 dias.

 

O mesmo ocorreu com os exames em pneumologia. Em agosto de 2017 o usuário esperava 127 dias. Agora, apenas 6. Os dados são da coordenação do Complexo Regulador da Susam, com base nas informações do Sistema de Regulação (Sisreg). Também foi verificada a queda acentuada, no tempo de espera para realização de exames de tomografia computadorizada. Em agosto de 2017, o processo demandava 12 dias de espera. Caiu para 5, em agosto deste ano.

 

 

Para eletrocardiograma, a espera era de 13 dias, agora é de sete. Exames em neurologia, que em agosto do ano passado o usuário esperava até 14 dias para fazer, agora aguarda apenas nove. Os pacientes também têm demorado menos tempo na fila do Sisreg, aguardando por consultas nas áreas de urologia e oftalmologia. O tempo de espera por uma consulta em oftalmologia, que já chegou a ser de 127 dias, em junho de 2017. Agora, é de 11 dias.

 

Em urologia, o tempo era de 14 dias em agosto do ano passado, hoje é de quatro dias.

 

A secretário estadual de Saúde, Orestes Guimarães de Melo Filho, explica que o resultado tem sido alcançado sem nenhuma contratação a mais de serviços, mas sim, com a reorganização da oferta de consultas e exames nas unidades, que não estava adequada. Não havia controle e somente parte da oferta era visualizada pelo sistema.

 

Boa parte das unidades adotadava sistema específico de marcação de exames e consultas, o que acabava por propiciar a formação de filas nas portas, em busca de atendimento. “Levantamos toda a oferta da rede e verificamos que não estava sendo apresentada no sistema, na sua totalidade. Exigimos que isso fosse feito por todas as unidades, evitando, assim as perdas primárias de atendimentos e promovendo o realinhamento da oferta”, explicou a secretária a secretária executiva Adjunta de Atenção Especializada da Capital da Susam, Joselita Nobre.

 

Segundo Joselita, a mudança no sistema de marcação de consultas e exames especializados ajuda na redução do tempo de espera, porque agora toda a oferta é identificada e disponibilizada automaticamente, à medida que o sistema faz o processamento das solicitações dos pacientes, todos os dias.

 

Novo sistema -

Iniciado em junho, o novo sistema já funciona em unidades da rede estadual, como Policlínicas, Hospitais/Prontos-Socorros, Centros de Atenção Integral à Criança (CAIC), Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMI) e Serviços de Pronto Atendimento (SPA). Assim como em unidades municipais.

 

 

Antes, a pessoa saía do consultório de uma dessas unidades e ia marcar o exame ou a consulta com especialista no local onde o serviço é ofertado. Para fazer isso, enfrentava filas do lado de fora dos prédios, durante a madrugada. Agora, o paciente em atendimento em qualquer unidade do Sistema Único de Saúde (SUS) e que precise de consulta ou exame especializados, já faz, ali mesmo, a solicitação online, com equipe destacada para isso.

 

Depois, recebe a confirmação e as informações necessárias, por telefone e mensagem de SMS, para fazer o procedimento.

 

De acordo com a gerente de Centro de Especialidades Médicas da Susam, Márcia Murad, hoje, já é possível afirmar que 100% das filas nas portas das unidades estaduais para marcação de consultas e exames foram eliminadas. “Aquelas cenas que se via antes, agora não existem mais”, ressalta a gerente.

Sobe Catracas

GEDEÃO GRANJEIRO, pastor

Presidente da Assembleia de Deus Tradicional do AM, recebeu Medalha Ruy Araújo, na Aleam, pelo trabalho à frente da Igreja 

Sobe Catracas

ROBERTO GESTA, desportista

Recebeu o Título de Doutor Honoris Causa, concedido pela UFAM, em homenagem a carreira dele no esporte

Desce Catracas

DAVID BEMERGUY, prefeito de Benjamin Constant

TJAM determinou que Prefeitura dê medicamentos e passagens para criança doente renal, após ele alegar que decisão causaria desequilíbrio às contas públicas

Desce Catracas

EVALDO GOMES, ex-prefeito de Lábrea

MP-AM investiga ele por suposto ato de improbidade, por deixar de atender questionamentos do MPC-AM sobre dívidas da Prefeitura

BASTIDORES