DeAmazônia

MENU
Atualizado em 14/09/2018

UFAM oferta mestrado profissional em Enfermagem a partir de março

A Escola de Enfermagem de Manaus passa a ofertar dois programas de mestrado para a sociedade amazonense

UFAM oferta mestrado profissional em Enfermagem a partir de março Escola de Enfermagem de Manaus. Foto: Reprodução

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O mestrado profissional em Enfermagem é o mais novo curso de pós-graduação stricto sensu da Ufam aprovado pela Capes durante a Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior, realizada de 17 a 31 de agosto, com resultado divulgado na última quarta-feira, 5 de setembro. Com a notícia a Escola de Enfermagem de Manaus passa a ofertar dois programas de mestrado para a sociedade amazonense.

 

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, professora Selma Baçal, comemorou a mais recente conquista da Universidade e revelou que ainda para 2018 são esperadas novas aprovações de 'Apresentação de Proposta de Curso Novo à CAPES' (APCN). “Na Amazônia, a saúde apresenta suas peculiaridades, e esse mestrado é muito importante para o Estado e para a região. Estamos muito felizes com a aprovação”, expôs. “ Ao todo, temos 13 propostas a serem avaliadas até o final do ano. Esperamos fechar o ano com novas oportunidades de qualificação para a nossa população”, disse.

 

Denominado Programa de Pós-graduação em Enfermagem no Contexto Amazônico, o mais novo PPG da Ufam terá a Prática clínica avançada na enfermagem amazônica como área de concentração e contará com duas linhas de pesquisas: Cuidado de enfermagem aplicado aos povos amazônicos e Gestão em enfermagem no contexto amazônico; além de 11 docentes permanentes e dois colaboradores. “Recebemos a notícia com muita alegria; primeiro porque terminamos ano passado a titulação de 13 doutores pela USP [Universidade de São Paulo]. Temos um quadro docente expressivamente titulado. Tínhamos também o interesse de tanto ter os docentes doutores vinculados a um programa stricto sensu como o de oferecer algo que efetivamente contribua para a região”, revela a diretora da Escola de Enfermagem de Manaus (EEM), professora Nair Chase.

 

A iniciativa de criar um mestrado profissional surgiu em razão da demanda dos enfermeiros que procuravam ampliar a formação por meio de um curso voltado para a realidade da profissão. A partir disso, a comissão responsável pela elaboração da proposta, composta pelos professores Raquel Farias, Hadelandia Oliveira, Esron Rocha e Saskia Sampaio, iniciou os trabalhos e submeteu a PCN à Capes no final de 2017, cujo resultado foi conhecido no último dia 5.

 

“O curso é muito importante porque possibilita aos enfermeiros, que na sua maioria faz um número muito grande de especializações, dar continuidade aos estudos; porque não havia como avançar. O curso vem nessa perspectiva e também propondo a melhoria da qualidade de assistência uma vez que o trabalho de conclusão de curso poderá ser uma dissertação, mas também uma tecnologia voltada para aquilo que o profissional faz no cotidiano. A tendência é melhorar o desempenho dos profissionais e a qualidade da assistência para a população, ou seja, é bom para todos”, comentou a professora Nair Chase.

 

De acordo com a diretora da EEM, até novembro a equipe espera receber o reconhecimento do programa para, então, dar início ao preparatório para o primeiro processo de seleção, que tem previsão para lançamento de edital para o mês de março de 2019.

Sobe Catracas

MARIA CLÁUDIA ALENCAR, fotógrafa

Manauara é a única fotógrafa brasileira no 22º Circuito Internacional de Arte Brasileira e terá suas fotos expostas na Eslováquia

Sobe Catracas

MAYRA DIAS, miss Brasil 2018

Amazonense atuante na luta pela preservação da Amazônia, foi condecorada nova embaixadora da Fundação Amazonas Sustentável (FAS)

Desce Catracas

NÉLIO AGUIAR, prefeito de Santarém

A poucos dias do Çairé 2018, a praça de Alter do Chão está abandonada e monumentos sem manutenção

Desce Catracas

JOEL LOBO, ex-prefeito do Careiro Castanho

Foi condenado pelo TCU a devolver R$ 200 mil ao Tesouro Nacional por contas julgadas irregulares quando foi prefeito 

BASTIDORES