DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/07/2018

Em Parintins, grupos prioritários são convocados para vacinação contra sarampo

Todas as unidades de saúde do município estão abastecidas para atender a comunidade.

Em Parintins, grupos prioritários são convocados para vacinação contra sarampo Não há casos confirmados da doença em Parintins. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA PARINITNS, AM - Mesmo sem ter casos confirmados de sarampo em Parintins, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, Vigilância em Saúde e Programa Nacional de Imunização, reitera o chamado para os cidadãos que se enquadram nos grupos abaixo relacionados para que busquem a UBS mais próxima para imunização contra o sarampo.

Todas as unidades de saúde do município estão abastecidas para atender a comunidade. Alguns casos suspeitos foram monitorados e notificados a Fundação de Vigilância em Saúde do Estado, porém nenhum foi confirmado até o momento, segundo o secretário Clerton Rodrigues Florêncio. 



Segundo ele, a gestão do prefeito Bi Garcia tem tido atenção total em relação a possíveis casa de sarampo já que em Manaus e outras cidades do Estado tiveram vários casos confirmados, incluído caso de óbito. "Temos atuado em várias frentes, até realizando ações casa a casa, indo nos veículos de comunicação entre outras alternativas", enumerou. 



De acordo com Ministério da Saúde, devem ser vacinados: 


  
Crianças com 01 ano recebem a primeira dose da Tríplice viral e com 01 ano e três meses recebem a segunda dose da Tetra viral, completando o esquema (esse esquema vai até a idade de 04 anos).



A partir de 05 anos até 29 anos precisam receber 02 doses da Vacina tríplice viral. A partir de 30 anos até 49 anos recebem somente uma dose de tríplice viral 



Segundo o enfermeiro Arlindo Machado, gerente do Programa de Imunização, é importante frisar que recebeu esse esquema encontra-se imunizado. "Portanto, ao procurar o serviço de saúde, é importante levar em mãos o cartão de vacina para devidas verificações. Lembrar também que esse esquema é realizado geralmente quando criança. Então, o cartão de vacina de criança vale para confirmação", destacou. 

Sobe Catracas

SIDNEY COELHO, ex-presidente da CGL

TCE aprovou as contas dele referentes a 2017, quando esteve à frente da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Amazonas

Desce Catracas

LUIZ CASTRO, secretário de Educação do AM

Fez dispensa de licitação de R$ 32 milhões da merenda escolar e presidente do TCE mandou cancelar certame