DeAmazônia

MENU
Atualizado em 28/06/2018

Procon apreende 39kg de carne imprópria para consumo em barco com destino a Parintins

Durante a operação vinte embarcações foram vistoriadas pela equipe de fiscalização no Porto de Manaus

Procon apreende 39kg de carne imprópria para consumo em barco com destino a Parintins Embarcações com destino à Parintins foram fiscalizadas. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Com a proximidade da maior festa folclórica do Amazonas, o Festival de Parintins, a Ouvidoria e Proteção ao Consumidor de Manaus (Procon Manaus) realizou, na manhã desta quarta-feira, 27/6, a Operação Boi Bumbá, no Porto da capital amazonense e na área da Manaus Moderna. A intenção foi fiscalizar embarcações que seguem rumo à ilha.

 

“O objetivo é garantir a integridade e a saúde do consumidor, tendo em vista que serão avaliados os cuidados com a alimentação oferecida, bem como a segurança na condução dos passageiros e os valores das passagens fluviais”, explicou o coordenador do Procon Manaus, Rodrigo Guedes, lembrando do artigo 6° do Código de Defesa do Consumidor (CDC), no qual o prestador de serviço, no caso da embarcação, deve conter informações claras e corretas, como a descrição do horário.

 

Durante a operação vinte embarcações foram vistoriadas pela equipe de fiscalização do órgão. Destas, em apenas três foram encontradas irregularidades. No porto da Manaus Moderna, foram apreendidos 39kg de carnes que não apresentavam procedência e nem data de validade, tendo sido descartados por estarem impróprios para consumo.

Sobe Catracas

TALITA AVELINO, chocolatier amazonense

Representou o Amazonas, na feira gastronômica Fartura Brasil, que aconteceu em São Paulo 

Sobe Catracas

SABRINA MOURA, atleta de jiu-jitsu

Amazonense ganhou medalha de ouro na categoria absoluto do Campeonato Norde-Nordeste, em Pernambuco 

Desce Catracas

CHICO ALFAIA, prefeito de Óbidos

Alunos da Zora Rural estão indo para aula em jaulas, adaptadas na carroceria de veículos de empresa contratada para fazer o transporte escolar

Desce Catracas

CARLOS ALBERTO DE SOUZA, ex-procurador geral do MPC

MP-AM instaurou inquérito para investigar suposto enriquecimento ilícito dele 

BASTIDORES