DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/06/2018

Câmara suspende aluguel de imóvel que deu prejuízo de R$ 300 mil a Figueiredo

Romeiro Mendonça pagava R$ 25 mil/mês sem utilizar prédio

Câmara suspende aluguel de imóvel que deu prejuízo de R$ 300 mil a Figueiredo Romeiro Mendonça, prefeito de Presidente Figueiredo. Foto: reprodução

DEAMAZÔNIA PRESIDENTE FIGUEIREDO, AM - A Câmara de Presidente Figueiredo suspendeu, por meio de decreto legislativo, o contrato 018/2017  de aluguel de um imóvel feito pelo prefeito Romeiro Mendonça (PDT) cujo valor mensal era de R$ 25 mil.

 

O detalhe é que além do alto custo para os cofres públicos a Prefeitura não utilizava o prédio. O prejuízo foi estimado em R$ 300 mil, em 2017.

 

O imóvel seria utilizado para abrigar as secretarias municipais e o gabinete do prefeito e do vice, mas desde março de 2017 o prédio não era utilizado pelo município.

 

O decreto legislativo que anula o contrato da Prefeitura é assinado pela presidente da Câmara de Presidente Figueiredo, vereadora Patrícia Lopes Miranda e demais membros da mesa diretoria da Casa.

 

VEJA O DECRETO LEGISLATIVO

 

 

Sobe Catracas

EVERTY SANDRO PEREIRA, delegado de Polícia

Assumiu como novo delegado titular do 3º DIP de Parintins 

Sobe Catracas

GISELE PASCARELLI, advogada

Toma posse hoje (22) como nova desembargadora eleitoral no TRE-AM, em vaga destinada à Classe dos Advogados

Desce Catracas

CHICO DOIDO, prefeito de Iranduba

Votação da CMI que pode cassar mandato dele, por suspoto desvio de mais de R$ 4 milhões, deve acontecer nos próximos dias

Desce Catracas

APARECIDO SILVA, prefeito de Rurópolis (PA)

Justiça do Pará condenou ele a perda dos direitos políticos e a pagar multa de R$ 15 mil, por não prestar contas de convênios federais em 2009

BASTIDORES