DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/06/2018

Câmara suspende aluguel de imóvel que deu prejuízo de R$ 300 mil a Figueiredo

Romeiro Mendonça pagava R$ 25 mil/mês sem utilizar prédio

Câmara suspende aluguel de imóvel que deu prejuízo de R$ 300 mil a Figueiredo Romeiro Mendonça, prefeito de Presidente Figueiredo. Foto: reprodução

DEAMAZÔNIA PRESIDENTE FIGUEIREDO, AM - A Câmara de Presidente Figueiredo suspendeu, por meio de decreto legislativo, o contrato 018/2017  de aluguel de um imóvel feito pelo prefeito Romeiro Mendonça (PDT) cujo valor mensal era de R$ 25 mil.

 

O detalhe é que além do alto custo para os cofres públicos a Prefeitura não utilizava o prédio. O prejuízo foi estimado em R$ 300 mil, em 2017.

 

O imóvel seria utilizado para abrigar as secretarias municipais e o gabinete do prefeito e do vice, mas desde março de 2017 o prédio não era utilizado pelo município.

 

O decreto legislativo que anula o contrato da Prefeitura é assinado pela presidente da Câmara de Presidente Figueiredo, vereadora Patrícia Lopes Miranda e demais membros da mesa diretoria da Casa.

 

VEJA O DECRETO LEGISLATIVO

 

 

Sobe Catracas

MILTON HATOUM, escritor amazonense

Está na semifinal do Prêmio Oceanos, um dos principais troféus literários da língua portuguesa, com o livro "A Noite da Espera"

Sobe Catracas

MOURÃO JÚNIOR, presidente do Corecon-AM

Economistas do Amazonas foram homenageados com placa comemorativa na Aleam, pelo Dia do Economista

Desce Catracas

SIMONE DIAS, enfermeira

SPA Danilo Corrêa, em Manaus, teve as contas reprovadas referente a 2016, ano que ela era diretora, e foi multada em R$ 8 mil

Desce Catracas

ADENILSON REIS, prefeito de Nova Olinda do Norte

TCE-AM suspendeu novamente contrato firmado por ele com empresa, para show da cantora Joelma, no município, em outubro

BASTIDORES