DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/05/2018

‘Não é segredo para ninguém’, diz Lívia Andrade sobre rixa com Mara Maravilha

Lívia Andrade falou sobre sua rivalidade com Mara Maravilha, com quem divide a bancada do programa “Fofocalizando

‘Não é segredo para ninguém’, diz Lívia Andrade sobre rixa com Mara Maravilha Lívia Andrade e Mara Maravilha, no Jogo dos Pontinhos, do Programa Silvio Santos. Foto: reprodução

Durante participação no quadro Jogo dos Pontinhos, do Programa Silvio Santos, neste domingo, 20, a apresentadora Lívia Andrade falou sobre sua rivalidade com Mara Maravilha, com quem divide a bancada do programa “Fofocalizando”, também do SBT.

 

“Você não gosta da Mara”, provocou Silvio. “Isso não é segredo para ninguém”, respondeu Lívia. “Não sou amiga da Flor, mas a gente se respeita. A Maísa acho ótima, pode sentar aqui quantas vezes ela quiser. Porque eu adoro as ‘chapuletadas’ que ela dá no senhor. E ela não fica ‘babando seu ovo’ e querendo aparecer fazendo micagem, é diferente”, continuou, dando sua opinião sobre os outros participantes do quadro.

 

Lívia e Mara têm um longo histórico de brigas na emissora. Em fevereiro de 2018, no mesmo quadro, as duas protagonizaram uma longa discussão que acabou com Lívia alfinetando Mara: “Bom, só quero dizer uma coisa pra minha colega: Jesus te ama porque ele não convive com você, tá?!”.

 

A rivalidade começou em 2016, quando Lívia Andrade foi convidada para participar do “Fofocalizando” e acabou protagonizando um verdadeiro barraco com Mara Maravilha. Lívia, que era assistente de palco de Silvio Santos, chamou Mara de chata. Em seguida, a apresentadora insinuou que a então modelo tinha inveja dela. “Moça mal educada, me chamando de chata”, disse. “Meu nome não é Helen (Ganzarolli), nem Flor”, disse, em referência às assistentes de Silvio Santos.

Sobe Catracas

ANA PAULA DE MEDEIROS, juíza de Direito

2ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, da qual é titular, superou principais metas do CNJ, entre elas o julgamento de processos de feminicídio 

Desce Catracas

GANDOR HAGE, ex-prefeito de Prainha (PA)

Justiça Federal bloqueou mais de R$ 200 mil em bens dele por desvio de verba, destinada ao combate à miséria no município