DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/05/2018

Por massacre no presídio, em 2002, Mano G vai a novo julgamento

Líder do CV vai a novo Juri Popular nesta sexta-feira (18/05)

Por massacre no presídio, em 2002, Mano G vai a novo julgamento Gelson Carnaúba, o Mano G

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Ex líder da Família do Norte e agora líder no amazonas do Comando Vernelho, do Rio, Gelson Carnaúba, o “Mano G”, será julgado a partir das 8h30, desta sexta-feira (18/05), no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Centro-Sul de Manaus. Mano G é acusado de envolvimento nas mortes de 12 detentos, e de oito feridos,  no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), durante uma rebelião ocorrida em maio de 2002.

Além de Carnaúba, também vão a júri Popular, Marcos Paulo da Cruz, o “Goma”, e Francisco Álvaro Pereira, o “Bicho do Mato”, todos ligados a narcotraficante.

Carnaúba está Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná.  Ele prestará depoimento por videoconferência. Mesmo assim o Fórum Henoch Reis receberá reforço na segurança.

Este é o segundo Juru Popular de Mano G. No primeiro júri, Gelson Lima Carnaúba foi condenado a 120 anos de prisão; Marcos Paulo Cruz foi condenado a 132 anos de reclusão, enquanto o réu Francisco Alvaro Pereira foi condenado a 120 anos.

Os advogados de defesa recorreram e o TJ/AM marcou novo julgamento para esta sexta-feira.

Sobe Catracas

FRANK FRANCO, lutador de jiu jitsu

Amazonense conquistou medalha de ouro no Open Internacional, em Salvador

Sobe Catracas

CÉLIO SAID, fotógrafo amazonense

Lançou livro de fotografias, intitulado "Teatro Amazonas", onde homenageia o maior patrimônio histório do Estado 

Desce Catracas

ARTUR NETO, prefeito de Manaus

Passou vexame ao tentar negociar desobstrução de via pública com caminhoneiros de Manaus

Desce Catracas

HELSO DO CARMO, advogado

Teve candidatura a desembargador do TJAM impugnada pela Comissão Eleitoral da OAB 

BASTIDORES