DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/05/2018

Na disputa pelo comando da droga na fronteira do Solimões, FDN e CV rompem

Caso está em investigação da Polícia Federal

Na disputa pelo comando da droga na fronteira do Solimões, FDN e CV rompem Complexo Penitenciário Anísio Jobim (COMPAJ), em Manaus. (Foto: Reprodução)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Na disputa pelo controle do tráfico de drogas na Região do Alto Solimões, na fronteira com a Colômbia e o Peru, as facções criminosas Família do Norte (FDN) e Comando Vermelho romperam a aliança, que mantinham desde 2015, após suspeita de uma 'traição'. A informação é do site UOL, em matéria do jornalista Leandro Prazeres.

 

A FDN é a facção que comandou o massacre nos presídios do Amazonas com a morte de 56 pessoas, em janeiro de 2017. 

 

O delegado titular da Polícia Civil amazonense da DRCO (Delegacia de Repressão ao Crime Organizado), Guilherme Torres, informou que a FDN descobriu um plano de suposta traição arquitetada pelo traficante Gelson Carnaúba, o “Mano G’, que agora representa o Comando Vermelho, no Estado.

 

Segundo o UOL, ‘Mano G’ era um dos líderes da FDN, com João Carioca, o ‘João Branco’ e José Roberto Fernandes.  Sob suspeita, Carnaúba foi expulso da facção amazonense. A investigação sobre este rompimento é da Polícia Federal.  

 

Ele está preso na penitenciária federal de Campo Grande, em Mato Grosso, onde também está Zé Roberto. João Branco está preso em Catanduvas, no Paraná.

 

Na disputa pelo comando do tráfico na fronteira, FDN e CV ainda se defrontam com outra facção: o PCC, de São Paulo ; que já atua no Acre e em Roraima.

 

A disputa pelos pontos de droga, pode aumentar a violência no Amazonas.   

DEAMAZONIA.COM.BR   

Sobe Catracas

TALITA AVELINO, chocolatier amazonense

Representou o Amazonas, na feira gastronômica Fartura Brasil, que aconteceu em São Paulo 

Sobe Catracas

SABRINA MOURA, atleta de jiu-jitsu

Amazonense ganhou medalha de ouro na categoria absoluto do Campeonato Norde-Nordeste, em Pernambuco 

Desce Catracas

CHICO ALFAIA, prefeito de Óbidos

Alunos da Zora Rural estão indo para aula em jaulas, adaptadas na carroceria de veículos de empresa contratada para fazer o transporte escolar

Desce Catracas

CARLOS ALBERTO DE SOUZA, ex-procurador geral do MPC

MP-AM instaurou inquérito para investigar suposto enriquecimento ilícito dele 

BASTIDORES