DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/05/2018

São Gabriel da Cachoeira registra mais de 5 mil casos de malária

SITUAÇÃO GRAVE Taxa de contaminação é referente a janeiro e abril de 2018

São Gabriel da Cachoeira registra mais de 5 mil casos de malária São Gabriel da Cachoeira, cidade de belezas naturais com taxa alta de malária

Com informações do Site Outra Saúde e Redação

 

DEAMAZÔNIA SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA, AM - O município mais indígena do país, São Gabriel da Cachoeira ( a 858 quilômetros de Manaus), no Amazonas, está vendo as taxas de contaminação de malária irem nas alturas. Entre janeiro e abril deste ano, foram registrados 5.072 casos da doença numa população total de 45 mil habitantes.

 

Nove entre dez habitantes são indígenas. É quase o dobro (49%) do registrado no mesmo período de 2017. As etnias em São Gabriel são: Arapaço, Baniwa, Barasana, Baré, Desana, Hupda, Karapanã, Kubeo, Kuripako, Makuna, Miriti-tapuya, Nadob, Pira-tapuya, Siriano, Tariano, Tukano, Tuyuka, Wanana, Werekena e Yanomami.

  

A cidade, que ocupa uma área maior do que Pernambuco, concentra 24% dos casos de malária no estado, embora seja residência de apenas 1,1% da população amazonense.

 

Cálculos da Fundação de Vigilância em Saúde concluíram que a incidência de malária é de 344,28 casos a cada mil habitantes. A mesma Fundação vê com preocupação o aumento da malária falciparum, causada pelo protozoário Plasmodium falciparum, responsável por 90% das mortes causadas pela doença no Brasil.

 

Foram 1.314 casos neste quadrimestre, um aumento de inacreditáveis 3.550% em relação a 2017. O país registrou aumento de 50% nos casos de malária no ano passado, com 194 mil notificações, 99% delas na região da Amazônia.

 

Já a malária falciparum aumentou 33% em 2017 – o que afasta o Brasil da meta de eliminar a forma mais grave da doença até 2030, diz a Folha.

 

Sobe Catracas

DODÓ CARVALHO, empresário

Assumiu a presidência do Diretório Municipal do PSC, partido do governador Wilson Lima, em Parintins

Desce Catracas

GLÊNIO SEIXAS, prefeito de Barreirinha

Prefeito estocou e não entregou ajuda humanitária, enviada pelo Governo, às famílias atingidas pela enchente dos rios, no município