DeAmazônia

MENU
Atualizado em 05/05/2018

Procuradoria Eleitoral pede cassação de Pezão e vice

Pezão e Dornelles foram cassados TRE-RJ, mas entraram com recurso

Procuradoria Eleitoral pede cassação de Pezão e vice Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Foto: reprodução

Ovice-procurador-geral eleitoral, Humberto de Medeiros, rejeitou os argumentos dos advogados do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), para anular a cassação de seu mandato e do vice Francisco Dornelles (PP) por abuso de poder político e econômico. Como apurado pelo O Globo, um parecer foi encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nessa quinta-feira (3).

 

Pezão e Dornelles foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) em fevereiro do ano passado, mas entraram com recurso e se mantêm no cargo.

 

A ação apresentada por Marcelo Freixo (PSOL) refere-se a supostos benefícios concedidos pelo Estado a empresas que doaram para a campanha do governador do Rio em 2014. Também teriam sido omitidos gastos de mais de R$ 10 milhões com a campanha.

 

A defesa de Pezão afirma que não há provas para cassação do mandato.

 

Contudo, o Ministério Público alega que "as contribuições milionárias das empresas privadas, nos moldes como realizadas, logo após as concessões de benesses, às vésperas do pleito, deixa clara a estratégia articulada, por meio da criação de vínculos jurídicos travestidos de legalidade e ensejadores de dependência do poder político em relação ao poder econômico".

NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

ANA PAULA DE MEDEIROS, juíza de Direito

2ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, da qual é titular, superou principais metas do CNJ, entre elas o julgamento de processos de feminicídio 

Desce Catracas

GANDOR HAGE, ex-prefeito de Prainha (PA)

Justiça Federal bloqueou mais de R$ 200 mil em bens dele por desvio de verba, destinada ao combate à miséria no município