DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/04/2018

Prefeito quer pagar abono do Fundeb só pra professor que merecer

Prefeito Joaquim Corado vai escolher quem ele vai pagar

Prefeito quer pagar abono do Fundeb só pra professor que merecer Professores estão furiosos com Joaquim Corado

DEAMAZÔNIA AMATURÁ, AM - Tem cada pérola que contando não dá pra acreditar. Esta aconteceu em Amaturá, a princesinha do Solimões, que fica a 900 quilômetros de Manaus. O prefeito da cidade, Joaquim Corado (MDB), mandou avisar aos professores municipais que reivindicam pagamento do abono do Fundeb, de 2017, que só irá receber o profissional da educação que tiver “merecimento”. Ou seja, aquele professor que não aborreceu ou contrariou o prefeito.  

 

A denuncia foi feita pela Associação dos Profissionais Educadores e Liberais de Amaturá (Apel). Quem “entregou” o prefeito, nesta manobra desavergonhada, foi o próprio secretário de Educação do município, Gilson Santos.

 

Na troca de mensagens, via rede social, com um dos professores, o secretário de Educação de Amaturá tascou: “Quero informar que o prefeito não está se recusando a pagar as sobras do Fundeb. Entretanto, vai ser pago, obedecendo alguns critérios, principalmente, por merecimento”.

 

O secretário ainda informa que o prefeito Joaquim Corado tem até dezembro de 2018 para pagar o abono, e que ele ( Corado) é que vai dizer quem tem direito a receber o pagamento.  

 

O fato causou revolta entre os professores. "Com base em que lei?. Não encontramos em nenhuma legislação vigente com base para tal ato. Prefeito não é semiDeus. É funcionário público e deve cumprir a Lei", diz a Associação de Professores. O prefeito Joaquim Corado também se recusa a comparecer a Câmara para explicar o que foi feito com o dinheiro do Fundeb.

DEAMAZÔNIA.COM.BR 

Sobe Catracas

LUPERCINO DE SÁ, desembargador

Foi homenageado pela Aleam com a Medalha da Ordem do Mérito Legislativo

Sobe Catracas

SÉRGIO FONTES, delegado da Polícia Federal

Recebeu diploma de "Cidadão Benemérito" pela Câmara Municipal de Manaus

Desce Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

TJAM pode intervir na Prefeitura até o fim do mês por não pagamento de precatórios de direito trabalhistas à servidores municipais

Desce Catracas

GABRIELE DIAS, cerimonialista

72 alunos de escola pública de Manaus ficaram sem festa de formatura após ela receber dinheiro e não pagar o salão de festas

BASTIDORES