DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/04/2018

Palavrão do presidente do Caprichoso no Teatro Amazonas causa reação na SEC

Babá Tupinambá soltou palavrão durante gravação do DVD do Caprichoso

Palavrão do presidente do Caprichoso no Teatro Amazonas causa reação na SEC Babá Tupinambá durante gravação no Teatro Amazonas (Foto: Reprodução)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O presidente do boi Caprichoso, Babá Tupinambá, passará a ser supervisionado pela Secretaria do Estado de Cultura, nos próximos eventos bovinos, promovidos pela SEC. A decisão é do secretário de Cultura do Amazonas, Denilson Novo, após o dirigente do boi da estrela falar um palavrão durante a gravação do DVD “Sabedoria Popular – Uma Revolução Ancestral” do bumbá azul, no Teatro Amazonas, em Manaus,no dia 31 de março.

 

A informação é do site BNC Amazonas que publicou matéria com a seguinte manchete: ‘Cuidado ao abrir o microfone para o presidente do Caprichoso’.

 

Era um momento de festa, no Teatro Amazonas, quando Babá Tupinambá fez seu discurso de agradecimento, ao final da gravação do DVD, e soltou um ‘filho da p*’, se dirigindo ao boi Garantido, causando estarrecimento em autoridades e no público presente no local.

 

O secretário de Cultura do Estado, Denilson Novo, que estava com toda sua família, reprovou a atitude do presidente do Caprichoso

 

SIMBOLISMO DO TEATRO AMAZONAS 

O Teatro Amazonas, localizado no Largo São Sebastião, em Manaus, é o templo das artes e da cultura do Estado. O Teatro é o Cartão Postal do Amazonas.

 

Sobe Catracas

JOMAR FERNANDES, desembargador do TJAM

Passou a integrar o Conselho de Magistratura do AM representando as Câmaras Criminais do Tribunal 

Sobe Catracas

NÉLIA CAMINHA, desembargadora

Foi reconduzida ao cargo de presidente da 3ª Câmara Cível do TJAM, por aclamação, para mais dois anos, até 2020

Desce Catracas

ARAILDO CARECA, prefeito de Santa Izabel do Rio Negro

Justiça do AM bloqueou R$100 mil em bens dele, após denúncia do MP-AM, de que teria direcionado licitação de R$3 milhões para empresa de parente

Desce Catracas

ILISEU 'BAT', ex-presidente da Câmara de Coari

TCE reprovou as contas da Câmara Municipal referentes ao ano de 2016 e ele terá que devolver R$ 2,2 milhões aos cofres 

BASTIDORES