Sábado, 04 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 21/03/2018

Câmara de Coari afasta três vereadores por serem oposição a Adail Filho

Afastamento por 90 dias dos vereadores de oposição aconteceu na noite desta terça-feira (20/03)

Câmara de Coari afasta três vereadores por serem oposição a Adail Filho A Câmara de Coari é composta por 15 vereadores

DEAMAZÔNIA COARI, AM - A cada dia Coari ( a 370 quilômetros de Manaus) avança como uma cidade sem Lei. Agora, de forma autoritária e inconstitucional, os vereadores da base aliada do prefeito Adail Filho ‘inventaram’, durante a sessão desta noite de terça-feira (20/03) da Câmara, um julgamento sumário para afastar três vereadores, por serem de oposição. Samuel Castro,  Ademoque Filho e Everton Medeiros foram afastados por 90 dias por criticar a gestão do prefeito.

 

A ilegalidade aconteceu mais ou menos assim: um suposto motorista do secretário municipal de saúde, Júlio Salles, denunciou o vice presidente da Câmara, vereador Samuel Castro.

 

A denuncia é de que o vereador Samuel queria cooptar o dito motorista para que ele lhe arrumasse provas contra o prefeito Adail. De quebra, segundo a denuncia do motorista, o vice –presidente teria citado os nomes dos vereadores Ademoque e Everton, nesta conversa.

 

Isso, para o presidente da Câmara, Keyton Pinheiro, primo do prefeito Adail Filho, foi suficiente para afastar juntos os três. Sem direito a defesa, os vereadores Samuel Castro, Ademoque Filho e Everton Medeiros ainda solicitaram cópia da denuncia, que foi negada pelo primo do prefeito.

 

Resultado: por 12 votos contra três eles foram afastados dos cargos por três meses.

 

Ao Portal DeAMAZÔNIA o vereador Samuel Castro, vice-presidente da Câmara, disse que vai adotar providências legais contra a arbitrariedade. “Hoje, iríamos pedir o compromisso em aprovar o plano de cargos e salários dos servidores, quando fomos pegos de surpresas com esse ato ilegal”, afirmou. A reportagem não conseguiu contato com o presidente da Câmara.

 

VITÓRIAS DA FAMÍLIA PINHEIRO 

Em Coari, a família Pinheiro, do prefeito Adail Filho, e a própria gestão do prefeito, tem obtidos sucessivas vitórias na Justiça Local. O Ministério Público, por exemplo, não tem conseguido avançar nas denuncias contra a gestão de Adail Filho.

 

Para analistas políticos de Coari, o motivo do afastamento dos três vereadores teriam sido por decisão do prefeito, que faz da Câmara uma extensão da Prefeitura.

DEAMAZONIA.COM.BR     

Sobe Catracas

CILÉIA MESQUITA, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros/PA

É a primeira mulher, em 27 anos, a assumir comando da Defesa Civil do Pará 

Desce Catracas

MÁRIO FILHO, prefeito de Marituba (PA)

Justiça Federal bloqueou R$ 7,4 milhões em bens do prefeito e secretária de educação, por suspeita de desvio de recursos do Fundef