DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/03/2018

PMs fazem protestos e ocupam Torquato Tapajós, em Manaus

O congestionamento na cidade virou o “caos” para o motorista que tentava chegar em casa nesta segunda-feira (12).

PMs fazem protestos e ocupam Torquato Tapajós, em Manaus A ocupação da Avenida Torquato Tapajós, foi uma atitude irresponsável com a população, que é a principal afetada pelo “caos” no trânsito de Manaus - Foto: Divulgação

MANAUS, AM - O trânsito em Manaus já está caótico por conta de uma cratera que se abriu na avenida Djalma Batista, logo, a prefeitura que se comprometeu de resolver o problema no prazo de 04 dias, não cumpriu. Em uma tentativa de tentar minimizar o problema, causado pela irresponsabilidade de empresas que prestam serviços para população, e a falta de gestão eficiente da prefeitura, a faixa azul foi liberada na Constantino Nery. No entanto, mesmo com a liberação da faixa, o congestionamento na cidade virou o “caos” para o motorista que tentava chegar em casa nesta segunda-feira (12).

 

Vale lembrar que na eleição de 2016, quando Artur Neto disputava a reeleição, o atual gestor, afirmou que tinha realizado 500 km de drenagem profunda na cidade, o que se revelou como uma falácia posteriormente.

 

Hoje, o manauara sofre com todo esse problema no trânsito que parece não ter solução.

 

Manifestantes da PM

 

No horário de 17:00 desta segunda-feira, manifestantes da polícia militar (PM), ocuparam avenida Torquato Tapajós, causando uma paralisação total do trânsito. Todos os motoristas que seguiam centro – bairro, tiveram que esperar cerca de 02 horas, para conseguir entrar na avenida Max Texeira, ou seguir sentido bairros Novo Israel, Santa Etelvina e adjacentes.

 

Irresponsabilidade

A categoria da PM, que reivindica suas pautas ao governador Amazonino Mendes, já estão em negociação e diálogo aberto. Portanto, a ocupação da avenida Torquato Tapajós, só prejudicou os usuários do transporte coletivo.

 

Houve relatos de gestantes, crianças de colo e idosos que tiveram que descer dos coletivos, por causa do insuportável calor, é mal estar, por estar horas com ônibus parado, por conta da “manifestação”.

 

A ocupação da Avenida Torquato Tapajós, foi uma atitude irresponsável com a população, que é a principal afetada pelo “caos” no trânsito de Manaus. 

 Por Eric Lima /Portal Pontual

Sobe Catracas

MAURO CAMPBELL, ministro do STJ

Amazonense completou uma década à frente do Tribunal, com a marca de 150.450 mil processos julgados 

 

 

Sobe Catracas

ELIANE FERREIRA, presidente do Partido Verde

Foi nomeada secretária de Estado de Assistência Social (Seas), pelo governador Amazonino Mendes

Desce Catracas

KÁTIA HELENA, secretária da Educação do AM

Secretaria fechou contrato no valor de R$ 4,2 milhões, sem licitação, para aluguel de imóvel onde vai funcionar uma escola 

Desce Catracas

BETO D'ANGELO, prefeito de Manacapuru

TCE suspendeu processo seletivo do Instituto Municipal de Transporte (Imtrans), por várias irregularidades no edital

BASTIDORES