DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/02/2018

Famílias participam da campanha de proteção às crianças e adolescentes durante o Carnaboi

Campanha do Governo do Amazonas chega ao sétimo dia de atuação com resultados positivos

Famílias participam da campanha de proteção às crianças e adolescentes durante o Carnaboi Juntas, estas instituições construíram um trabalho integrado. Foto: divulgação

DEAMAZÔNIA MANAUS - A Campanha de Proteção às Crianças e aos Adolescentes recebeu ampla adesão das famílias que vieram com seus filhos e filhas participar do Carnaboi, no Sambódromo, ontem, dia 12. Hoje, dia 13, a Campanha chega em seu sétimo dia de atuação nas bandas, blocos e eventos carnavalescos no Sambódromo e Arena da Amazônia. Na sequência da programação, a Campanha atuará também na Banda do Galo que acontece hoje, no Sambódromo de Manaus.

 

É a primeira vez na história do carnaval amazonense que uma equipe de sensibilização e abordagem social foi composta por mais de 200 pessoas das secretarias estaduais de Segurança Pública (SSP), de Assistência Social (Seas), da Justiça (Sejusc), do Esporte e Lazer (Sejel), da Educação (Seduc) e Saúde (Susam), além do Juizado da Infância e da Juventude Infracional (JIJI/TJAM), Ministério Público do Trabalho (MPT), da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), Conselho Estadual de Direito da Criança e do Adolescente (CEDCA), Fórum Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente (FEDCA), Conselho Tutelar e Organizações da Sociedade Civil Desafio Jovem, Organização O Pequeno Nazareno, Lar Batista Janell Doyle e Nova Aliança.

 

Juntas, estas instituições construíram um trabalho integrado e organizado que resultou na Campanha de Proteção às Crianças e aos Adolescentes, no Carnaval 2018.

 

Por determinação do governador Amazonino Mendes e orientação do vice-governador e secretario de Segurança Pública (SSP-AM), Bosco Saraiva, a Campanha é coordenada pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), que, juntamente com um conjunto de instituições, vestiu camisas amarelas, cor da Campanha, e levou conscientização e orientação às pessoas que trouxeram crianças e adolescentes para as festividades de carnaval.

 

Exemplo a ser seguido - Para o autônomo, Raimundo Parente Silva, que juntamente com a esposa e filha de 9 anos, foi ao Carnaboi, a organização e orientação dada pela Campanha é um exemplo a ser seguido em todos os carnavais. “Eu nunca vi isso. Tanta gente preocupada em cuidar dos nossos filhos. Gostei da Campanha e já sabia que tinha que trazer o documento dela, mas aqui a gente fica ainda mais seguro ao saber que tem essas pessoas cuidando da segurança das crianças”, declarou Raimundo.

 

Resultado positivo - A secretária da Seas e coordenadora da Campanha, Auxiliadora Abrantes, destaca como foi o trabalho nestes sete dias. “Iniciamos desde o final de semana anterior ao Carnaval nas principais bandas e blocos de Manaus. Depois os eventos do Sambódromo. E conseguimos cumprir a orientação do governador Amazonino Mendes e do vice-governador Bosco Saraiva de dar proteção máxima às crianças e adolescentes neste Carnaval. A população entendeu nossa mensagem e principalmente nos eventos no Sambódromo trouxe seus filhos e filhas acompanhados de responsável e documentação. Nas bandas, ainda tivemos mais ocorrências de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil, sem documentação e sem responsável legal. Estes casos foram prontamente atendidos, inclusive com transporte para levar esses vulneráveis às suas residências. Não podemos brincar o Carnaval, brincando com os direitos das crianças e dos adolescentes”, destacou a secretária da Seas.

 

Na questão do trabalho infantil, um dos focos da campanha. A procuradora do Ministério Público do Trabalho, Alzira Costa, que também acompanha as ações. destacou que infelizmente essa ainda é uma triste realidade no Carnaval e que a atenção deve ser permanente. “São crianças e adolescentes vendendo bebidas alcoólicas, comidas e acompanhando os pais neste comércio. Isso pode ser comum, mas não pode ser visto como normal. Ali existe uma criança e um adolescente que tem direitos. A rede de proteção à criança e ao adolescente está atenta para erradicarmos esse mal”, destacou a procuradora.

 

Orientações - Com o tema “Não Desvie o Olhar, Denuncie!”, a Campanha estará levando aos brincantes do Carnaval orientações do acesso de crianças e adolescentes às festas carnavalescas. Este trabalho é realizado por equipes de abordagem social e sensibilização que distribuirão material educativo, a fim de sensibilizar pais e responsáveis legais quanto ao cumprimento da Portaria nº 001/2018 do Juizado da Infância e da Juventude Infracional do Tribunal de Justiça do Amazonas (JIJI/TJAM).

 

Conforme a Portaria, fica proibida a entrada, a permanência e a participação de crianças menores de 5 anos de idade, em qualquer evento de Carnaval. A Lei também prevê que crianças maiores de 05 até 12 anos incompletos poderão ter acesso aos desfiles carnavalescos no sambódromo, desde que estejam acompanhadas dos pais ou do responsável legal, e portando documento de identificação.

 

Carnaval de rua – Nessas festas realizadas em logradouros públicos, a mobilização em defesa dos direitos da criança e do adolescente, vai informar sobre a permanência de crianças e adolescentes entre 5 e 14 anos de idade. A participação fica estabelecida até às 18h, mediante o acompanhamento dos pais ou responsáveis e a apresentação dos documentos de identificação.

 

Programação

 

Banda do Galo

Data: 13 de fevereiro (terça-feira)

Hora: 17h às 22h

Local: Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo

 

Banda do Théo

Data: 25 de fevereiro (domingo)

Hora: 17h às 22h

Local: Av. Ferreira Pena c/ Av. Airão – Centro

 

Sobe Catracas

FRANK FRANCO, lutador de jiu jitsu

Amazonense conquistou medalha de ouro no Open Internacional, em Salvador

Sobe Catracas

CÉLIO SAID, fotógrafo amazonense

Lançou livro de fotografias, intitulado "Teatro Amazonas", onde homenageia o maior patrimônio histório do Estado 

Desce Catracas

ARTUR NETO, prefeito de Manaus

Passou vexame ao tentar negociar desobstrução de via pública com caminhoneiros de Manaus

Desce Catracas

HELSO DO CARMO, advogado

Teve candidatura a desembargador do TJAM impugnada pela Comissão Eleitoral da OAB 

BASTIDORES