DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/02/2018

TJAM designa magistrados para atuar como juízes auxiliares em unidades judiciais de Manaus

Todos os magistrados listados atuarão nestas unidades como juízes auxiliares, tendo em vista a vacância destes cargos na 2ª entrância.

TJAM designa magistrados para atuar como juízes auxiliares em unidades judiciais de Manaus Sede do Tribunal de Justiça do Amazonas (Foto: Arquivo TJAM)

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli, convocou 12 juízes que vinham atuando de forma cumulativa em unidades judiciais da capital e do interior para o ofício exclusivo em unidades da Comarca de Manaus. A portaria nº 275/2018-PTJ foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico da última terça-feira (6).

 

A partir da providência, o TJAM prevê uma economia aproximada de R$ 270 mil ao mês com a suspensão da remuneração cumulativa aos referidos magistrados e inicia os preparativos da Corte para que as unidades do interior, em que estes vinham atuando cumulativamente, sejam ocupadas por juízes substitutos de Carreira, recém-empossados.

 

De acordo com a portaria, o juiz Celso Souza de Paula que atuava cumulativamente da Comarca de Novo Airão, passa a atuar como juiz auxiliar de 2ª entrância na 1ª Vara Cível da Comarca de Manaus; o juiz Adonaid Tavares, que atuava na Comarca de Manaquiri passa a atuar no 7º Juizado Especial Cível; a juíza Patrícia Macedo Campos, que atuava na Comarca de Rio Preto da Eva passa a atuar na 3ª Vara do Tribunal do Juri; o juiz Antônio Itamar de Souza Gonzaga, que atuava na Comarca de Urucurituba passa a atuar na 3ª Vara da Família; a juíza Suzi Irlanda Araújo Granja da Silva, que atuava na Comarca de Nova Olinda do Norte passa a atuar na 8ª Vara Criminal e o juiz George Hamilton Lins Barroso, que atuava no Juizado Especial de Itacoatiara, passa atuar exclusivamente na Vara de Execuções Penais.

 

Conforme a mesma portaria, o juiz Odílio Pereira Costa Neto, que atuava na Comarca de Presidente, passa a atuar como magistrado auxiliar da 2ª Vara do Tribunal do Juri; o juiz Mateus Guedes Rios, que atuava na Comarca de Beruri passa a atuar no Juizado da Infância e da Juventude Criminal; o juiz Glen Hudson Paulain Machado, que atuava na Comarca de Caapiranga passa a tuar na 4ª Vara Criminal; a juíza Bárbara Araújo Folhadela, que atuava na Comarca de Anori passa a atuar passa a atuar na Vara de Especializada de Medidas e Penas Alternativas; a juíza Áurea Lina Gomes de Araújo passa a atuar no 1º Juizado Especializado no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra Mulher; a juíza Alessandra Cristina Raposo da Câmara Gondim, que atuava na 2ª Vara da Comarca de Itacoatiara passa a atuar na Vara de Registro Públicos.

 

Considerando a existência de outras Varas com vagas na 2ª entrância, a mesma portaria designa o juiz André Luiz Nogueira Borges de Campos, que atuava como titular do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Parintins para atuar na Vara Especializada de Medidas Socioeducativas e, ainda, a juíza Eline Paixão e Silva Gurgel do Amaral Pinto, que atuava como titular da 3ª Vara da Comarca de Parintins para atuar como juíza auxiliar na 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Manaus.

 

Todos os magistrados listados atuarão nestas unidades como juízes auxiliares, tendo em vista a vacância destes cargos na 2ª entrância.

 

A portaria nº 275/2018-PTJ cessa eventuais portarias de cumulação ou outras designações dos magistrados convocados e suas determinações entram em vigor a partir do dia 10 de fevereiro do ano corrente.

Sobe Catracas

FRANK FRANCO, lutador de jiu jitsu

Amazonense conquistou medalha de ouro no Open Internacional, em Salvador

Sobe Catracas

CÉLIO SAID, fotógrafo amazonense

Lançou livro de fotografias, intitulado "Teatro Amazonas", onde homenageia o maior patrimônio histório do Estado 

Desce Catracas

ARTUR NETO, prefeito de Manaus

Passou vexame ao tentar negociar desobstrução de via pública com caminhoneiros de Manaus

Desce Catracas

HELSO DO CARMO, advogado

Teve candidatura a desembargador do TJAM impugnada pela Comissão Eleitoral da OAB 

BASTIDORES