DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/02/2018

Em Roraima, Temer fala sobre paralisação das obras do Linhão do Tucuruí

Presidente Temer foi a Boa Vista, Roraima, tratar da crise migratória de venezuelanos

Em Roraima, Temer fala sobre paralisação das obras do Linhão do Tucuruí

DEAMAZÔNIA BOA VISTA , RR - Em reunião na capital roraimense para tratar da crise migratória de venezuelanos, o presidente Michel Temer comentou a construção do chamado Linhão de Tucuruí, que são linhas de transmissão de energia elétrica entre Manaus e Boa Vista, para incluir Roraima no Sistema Interligado Nacional.

 

As obras estão paralisadas, porque no fim do ano passado a Justiça anulou a licença prévia expedida pelo Ibama para a construção. A decisão foi concedida a partir de um pedido do Ministério Público Federal, que pediu a intervenção judicial porque a linha de transmissão passa pela terra indígena Waimiri-Atroari. A construção é questionada desde 2013.

 

Segundo Michel Temer, a cada momento surge uma nova complicação judicial, o que isola Roraima sob o ângulo da energia.

 

O presidente disse que vai trabalhar com o Ministério da Justiça e a Advocacia-Geral da União para conseguir liberar a obra. Temer também questionou o constante bloqueio feito pelos índios com o uso de correntes na BR 174, que liga Manaus a Boa Vista, para impedir a tráfego de veículos.

 

De acordo com o ministro da Justiça, Torquato Jardim, o caso deve ficar suspenso até que ocorra uma reunião com as lideranças indígenas, marcada para março.

 

O ministro convocou a bancada de deputados e senadores do estado para uma reunião em Brasília. A ideia é pensar em outra forma de ação para resolver o impasse.

COM INFORMAÇÕES DA AGENCIA BRASIL

 

Sobe Catracas

JOÃO GASPAR RODRIGUES, promotor de Justiça do AM

Palestrou em evento promovido pelo MP do Rio de Janeiro "O MP do terceiro milênio: Desafios para uma Atuação Resolutiva”

Sobe Catracas

ISAAC SILVA, atleta santareno

Com 62 anos, venceu em 1º lugar maratona dos 110 anos da imigração japonesa ao Brasil, nas corridas de 5 km, 800m e 1.500 metros, em SP

Desce Catracas

AMINADAB DE SANTANA, ex-prefeito de Novo Aripuanã

Justiça Federal bloqueou R$ 136 mil em bens dele por não prestação de contas de recursos da educação em 2011 e 2012

Desce Catracas

GEAN BARROS, prefeito de Lábrea

TCE suspendeu contrato de R$ 2,4 milhões da Prefeitura por contratar de maneira irregular empresa para reforma de escola

BASTIDORES