DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/02/2018

Cunhã Poranga do Garantido é musa do Carnaval do Rio, diz O Globo

Isabelle Nogueira foi destaque na Imprensa nacional e internacional

Cunhã Poranga do Garantido é musa do Carnaval do Rio, diz O Globo Isabelle Nogueira, cunhã Poranga do Garantido foi destaque na imprensa nacional e internacional

DEAMAZÔNIA RIO - A cunhã poranga do boi Garantido, Isabelle Nogueira, foi eleita uma das musas do Carnaval do Rio de Janeiro pelo jornal O Globo. Ela desfilou no domingo (11/02), no Sambódromo, pela escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel que no seu enredo prestou homenagens aos bois Garantido e Caprichoso de Parintins.

 

Nesta segunda-feira (12), a página oficial do Boi Garantido publicou o destaque que a imprensa nacional e internacional deram a sua cunhã-poranga.

 

Além de O Globo, o jornal Britânico Mirror também destacou a beleza e simpatia de Isabelle Nogueira. A ‘índia guerreira’ mais linda do boi Garantido desfilou com uma fantasia em que sobressaiam as cores vermelhas e deixava a amostra o seu belo corpo escultural.

ISABS

 

O fotografo Júlio Cesar Guimarães, do site Uol, também clicou a performance da cunhã poranga vermelha na passarela do samba. O Uol deu destaque para uma das musas do Festival de Parintins  e agora do Carnaval do Rio na secção de Entretenimento.

 

No Rio, Isabele desfilou ao lado do tripa do boi, Denildo Piçanã. A cunhã-poranga do boi Caprichoso, Marciele Albuquerque e o tripa AlexandreAzevedo também desfilaram na mesma ala na Mocidade de Padre Miguel.  

Sobe Catracas

EVERTY SANDRO PEREIRA, delegado de Polícia

Assumiu como novo delegado titular do 3º DIP de Parintins 

Sobe Catracas

GISELE PASCARELLI, advogada

Toma posse hoje (22) como nova desembargadora eleitoral no TRE-AM, em vaga destinada à Classe dos Advogados

Desce Catracas

CHICO DOIDO, prefeito de Iranduba

Votação da CMI que pode cassar mandato dele, por suspoto desvio de mais de R$ 4 milhões, deve acontecer nos próximos dias

Desce Catracas

APARECIDO SILVA, prefeito de Rurópolis (PA)

Justiça do Pará condenou ele a perda dos direitos políticos e a pagar multa de R$ 15 mil, por não prestar contas de convênios federais em 2009

BASTIDORES