DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/02/2018

Susam divulga lista com a convocação de 428 aprovados no concurso de 2014

Com a sexta chamada, a Susam terá convocado 75,69% dos 9.346 candidatos que conseguiram nota suficiente para classificação no concurso.

Susam divulga lista com a convocação de 428 aprovados no concurso de 2014 (Foto: Aguilar Abecassis)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O governador Amazonino Mendes assinou o decreto autorizando a convocação de 428 classificados no concurso de 2014 da Secretaria de Estado da Saúde (Susam). A lista com os nomes dos convocados foi publicada, nesta quarta-feira (07/2), no Diário Oficial do Estado (DOE) no endereço www.imprensaoficial.am.gov.br.

 

“O reforço aos quadros da saúde, com a convocação de novos profissionais, é de extrema importância nesse processo que estamos conduzindo, de reconstrução do setor, tratado como prioridade nesta gestão”, afirmou o governador.

 

Esta é a sexta chamada. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, após a divulgação da lista, a Susam publicará um edital de chamada, também no DOE, informando o local onde os convocados devem se apresentar, assim como os prazos que eles terão para iniciar os procedimentos exigidos para a posse.

 

Com a sexta chamada, a Susam terá convocado 75,69% dos 9.346 candidatos que conseguiram nota suficiente para classificação no concurso. Segundo o Departamento de Gestão de Recursos Humanos da Secretaria (DGRH), o número de convocados chega agora a 7.301.

 

Nesta chamada, a Susam priorizou os aprovados para as seis fundações de saúde, que terão 379 convocados. O governador Amazonino Mendes já determinou que seja feita uma nova chamada, dessa vez para convocar novos servidores para a rede de saúde em geral.

 

O concurso tem validade até abril de 2019. Na lista de convocados desta sexta chamada constam 79 aprovados para a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), 73 para a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), 101 para a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam), 25 para a Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), 80 para a Fundação Alfredo da Matta (FUAM), 21 para a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS) e 49 para a Susam.

 

Auxílio-alimentação para todos  

O governador também já assinou o decreto autorizando o pagamento do auxílio-alimentação a todos os servidores públicos do sistema estadual de saúde, inclusive os do interior, que pela primeira vez terão direito ao benefício. O ato aguarda publicação no DOE. O auxílio, que estava suspenso desde 2016, era um benefício concedido apenas aos servidores das fundações e para quem trabalhava 8 horas. “Agora, todos, sem distinção, terão direito”, reforçou o secretário Francisco Deodato. O valor do auxílio ficou fixado em R$ 220, e será depositado, mensalmente, na conta dos funcionários, já a partir de fevereiro.

 

A medida beneficia 22.265 servidores – 16.347 da capital (entre trabalhadores da Susam e fundações) e 5.918 do interior. O valor representará recursos de aproximadamente R$ 4,896 milhões/mês – R$ 53,853 milhões até o final do ano.

 

Servidores da capital e do interior também serão beneficiados com a medida já anunciada pelo governo de cumprir com a data base para reajuste salarial, o que não vinha ocorrendo desde 2014. A Susam já reinstituiu a Mesa Estadual de Negociação Permanente do SUS com a categoria, que também estava suspensa há quatro anos.

Sobe Catracas

EVERTY SANDRO PEREIRA, delegado de Polícia

Assumiu como novo delegado titular do 3º DIP de Parintins 

Sobe Catracas

GISELE PASCARELLI, advogada

Toma posse hoje (22) como nova desembargadora eleitoral no TRE-AM, em vaga destinada à Classe dos Advogados

Desce Catracas

CHICO DOIDO, prefeito de Iranduba

Votação da CMI que pode cassar mandato dele, por suspoto desvio de mais de R$ 4 milhões, deve acontecer nos próximos dias

Desce Catracas

APARECIDO SILVA, prefeito de Rurópolis (PA)

Justiça do Pará condenou ele a perda dos direitos políticos e a pagar multa de R$ 15 mil, por não prestar contas de convênios federais em 2009

BASTIDORES