DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/01/2018

Professores de Presidente Figueiredo exigem pagamento de reajuste salarial

Romeiro Mendonça não quer pagar o reajuste de 10% da data base dos professores

Professores de Presidente Figueiredo exigem pagamento de reajuste salarial Professores protestaram em Presidente Figueiredo

DEAMAZÔNIA PRESIDENTE FIGUEIREDO, AM - Os professores de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus) realizaram manifestação de protesto com faixas, na manhã deste sábado (13/01), exigindo que o prefeito Romeiro Mendonça pague o reajuste de 10% da data base da categoria referente ao ano de 2017. Amanifestação foi realizada pelo Sindicato dos Servidores Municipais e Sindicato dos Professores do Estado (Sinteam), que apoia o movimento.  

 

O prefeito anunciou que pagaria somente o reajuste de 2018 que é de 6,81% e não falou mais nos 10% do ano passado. Os professores querem o cumprimento do pagamento do piso salarial.

26854578_2017764591585290_1648632834_o (1)

 

Em 2017, a Prefeitura de Presidente Figueiredo recebeu mais de R$ 30 milhões de verba do Fundeb, o que segundo a presidente da Delegacia do Sindicato dos Professores em Educação do Estado (SINTEAM), em Presidente Figueiredo, Cleomar Santos, não justifica o motivo da falta de pagamento. “As perdas dos professores vem desde maio de 2017. Houve o reajuste da data base e o professores não receberam”, disse a presidente ao DeAMAZÔNIA.

 

Romeiro dava entrevista em uma Rádio local, quando foi surpreendido com a manifestação dos professores que foram até a sede da emissora cobrar o pagamento. “Ficou acertada uma reunião para segunda-feira (15) quando vamos sentar com Executivo. A Prefeitura quer pagar somente o reajuste deste ano. Mas temos direito também aos 10% de 2017”, afirmou Cleomar Santos.

 

Em sua página no facebook o prefeito Romeiro Mendonça diz que o aumento de 6,81%, dado aos professores, foi uma decisão dele e do vice-prefeito, Mário Abrahão. Na verdade, o reajuste foi concedido pelo Ministério da Educação (MEC) e cabe aos prefeitos somente cumprirem com o pagamento reajustado dos professores.

 

" A partir do projeto de lei da Prefeitura enviado a Câmara Municipal, eu (Romeiro) e o Màrio ( Abrahão) conseguimos um aumento aos professores e pedagogos concursados de Presidente Figueiredo, uma conquista muito esperada pelos profissionais da educação do nosso município, que estão em constante luta pelo reconhecimento da classe. O acréscimo de 6,1% ja vale para o mês de janeiro de 2018"., afirma o prefeito de Presidente Figueiredo.   

Sobe Catracas

GERSON MOURÃO, presidente da Fundação Cecon do AM

Médico mastologista foi homenageado com Medalha Ruy Araújo, na Aleam, pelo trabalho à frente do Centro de Controle de Oncologia do Estado

Desce Catracas

RAIMUNDO MARTINS, ex-prefeito de São Paulo de Olivença (AM)

Teve contas de 2012 reprovadas pelo TCE/AM e foi multado em R$ 2,1 milhão por diversas irregularidades