DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/01/2018

Seguro-desemprego é reajustado; parcela mais alta sobe para R$ 1.677

O valor do benefício superior ao mínimo foi reajustado em 2,07%.

Seguro-desemprego é reajustado; parcela mais alta sobe para R$ 1.677 O piso do seguro-desemprego equivale a um salário mínimo, que passou de R$ 937 para R$ 954 em 1º de janeiro - Foto: Divulgação

BRASÍLIA - A partir desta quinta-feira (11), os trabalhadores demitidos há até cinco meses e que ganhavam mais de um salário mínimo receberão mais dinheiro do seguro-desemprego. O valor do benefício superior ao mínimo foi reajustado em 2,07%, equivalente à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado.

 

Com o aumento, o teto mensal do benefício subirá de R$ 1.643,72 para R$ 1.677,74, diferença de R$ 34,02. O piso do seguro-desemprego equivale a um salário mínimo, que passou de R$ 937 para R$ 954 em 1º de janeiro, alta de 1,81%. O pagamento é limitado a três, quatro ou cinco parcelas, dependendo do período trabalhado antes da demissão.

 

Para quem recebia mais que o mínimo, o valor do seguro-desemprego é calculado com base em três faixas salariais. O segurado demitido que ganhava até R$ 1.480,25 recebe 80% do salário médio limitado ao salário mínimo. De 1.480,26 a R$ 2.467,33, o valor equivale a R$ 1.184,20 mais 50% do que exceder R$ 1.480,25. Quem ganhava mais que R$ 2.467,33 recebe o teto de R$ 1.677,74.

 

Pago aos trabalhadores dispensados sem justa causa com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), o seguro-desemprego é calculado sobre a média do salário dos três meses anteriores à demissão. Se o empregado tiver sido demitido antes desse período, o benefício é definido com base na média de dois meses ou um mês.

AGÊNCIA BRASIL

Sobe Catracas

MICHELE GUIMARÃES, administradora

Amazonense foi recebida na Casa Branca pelo ex-presidente do EUA, Barack Obama, e selecionada para participar de cursos na Universidade de Oxford.

Sobe Catracas

JOÃO BARROSO, procurador geral do MPC

Tomou posse hoje (16) como procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC) para o biênio 2018-2020

Desce Catracas

MARÍLIA MENDONÇA, cantora sertaneja

MP recomendou que artista não cante no aniversário de Coari sob pena de incorrer improbidade administrativa 

Desce Catracas

ROBERTO TADROS, presidente da Fecomércio-AM

Matéria da Folha de SP aponta fragilidade e baixa rotatividade na federação do AM, por dirigente estar a 32 anos no cargo

BASTIDORES