DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/01/2018

Matrícula para novos alunos na rede pública do AM inicia neste sábado (13) pela internet

São 137.128 vagas nas escolas estaduais e 47.636 vagas nas escolas municipais. Todo procedimento é feito online

Matrícula para novos alunos na rede pública do AM inicia neste sábado (13) pela internet Todo o procedimento de matrícula deve ser realizado pelo site www.matriculas.am.gov.br ou pelo aplicativo Matrículas Amazonas - FOTO: DIVULGAÇÃO/SEDUC

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A matrícula para o ingresso de novos alunos na rede pública começa às 00h01 deste sábado (13/01), e segue até as 23h59 do dia 18 de janeiro de 2018. Todo o procedimento de matrícula deve ser realizado pelo site www.matriculas.am.gov.br  ou pelo aplicativo Matrículas Amazonas.

 

O secretário de Estado de Educação e Qualidade do Ensino, professor Lourenço Braga, reforça que os pais dos alunos não precisam dormir na frente das escolas para conseguir uma vaga para o filho, pois todo o atendimento pode ser feito pela Internet, de casa, ou até mesmo pelo aparelho celular.

 

O governo, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) oferece 137.128 novas vagas e a Prefeitura de Manaus vai oferecer 47.636 vagas. 

  

Confirmação de matrícula - A Seduc orienta que, após os pais ou responsáveis realizarem o cadastro e a reserva de vagas, via site ou aplicativo, eles terão três dias úteis para comparecerem à escola escolhida com toda a documentação do aluno. Somente com a entrega dos documentos o processo de matrícula estará concluído e essa confirmação é presencial. 

 

Retardatários - Para quem perder os prazos do calendário das matrículas 2018 haverá atendimento a partir do dia 19 de janeiro. O ano letivo 2018 está previsto para iniciar no dia 15 de fevereiro de 2018.

 

Aplicativo facilita a matrícula

Pelo segundo ano consecutivo, pais e responsáveis de estudantes da rede pública de ensino do Amazonas não precisarão enfrentar filas nas portas das escolas para conseguir uma vaga. Em 2017, com o atendimento pela Internet, mais de 24 mil pessoas fizeram as matrículas.

 

No aplicativo Matrículas Amazonas, desenvolvido pela Processamento de Dados do Amazonas S.A (Prodam), foram registrados mais de 16 mil atendimentos.

 

Com a possibilidade de atendimento online, houve uma redução de 40% nos suportes presenciais, em relação a 2016. A expectativa para 2018 é que esse percentual cresça ainda mais.

 

Capacidade do site foi aumentada

De acordo com dados da Prodam, esses devem ser os dias com maior volume de acessos. A Empresa já traçou uma nova estratégia de pessoal e de recursos tecnológicos para evitar problemas de conexão nas horas de pico do atendimento online.

 

De acordo com o responsável pelo projeto, Gilson Sena, da Prodam, a capacidade de atendimento via site de matrículas foi aumentada em 30% e, em 50%, para os acessos pelo aplicativo.

 

Uma equipe de plantão composta por técnicos e analistas das áreas de infraestrutura, segurança da informação, banco de dados, desenvolvimento e plataforma alta estará trabalhando desde a meia-noite do dia 13 de janeiro. Além disso, o pessoal do serviço de atendimento ao cliente estará disponível para tirar dúvidas e encaminhar questões técnicas para a equipe responsável.

 

Nos outros dias de atendimento do calendário de matrículas, haverá pessoal de sobreaviso para o caso de emergências. “Estamos trabalhando para que o processo de matrículas online ocorra dentro da normalidade, sem incidentes”, frisou o presidente da Prodam, Fábio Naveca.

Sobe Catracas

KETELLEN REGINA, atleta

Amazonense representará o estado no Mundial Escolar de Marrocos pela modalidade Luta Olímpica

Sobe Catracas

FLÁVIO PASCARELLI, presidente do TJ/AM

TJ/AM ficou entre os quatro primeiros tribunais estaduais do País em produtividade no cumpriento da Meta 1 do CNJ

Desce Catracas

MANO DADAI, vereador de Santarém

Foi preso na operação Perfuga, após ser entregue em delação, acusado dos crimes de peculato e associação criminosa

Desce Catracas

RAIMUNDO CHICÓ, prefeito de Anamã

Pela segunda vez em dez anos, Justiça Eleitoral determinou o afastamento dele do cargo e pede novas eleições ao município

BASTIDORES