DeAmazônia

MENU
Atualizado em 09/01/2018

Combustíveis têm aumento em 2018 e gasolina bate recorde

Preço médio por litro cobrado dos consumidores nos postos teve reajuste na primeira semana do ano, segundo dado da ANP

Combustíveis têm aumento em 2018 e gasolina bate recorde O litro da gasolina subiu de 4,099 reais na última semana de dezembro para 4,151 na primeira semana de janeiro. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os combustíveis registraram aumento nos preços médios na primeira semana de 2018 nos postos do país, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado nesta terça-feira. O litro da gasolina subiu de 4,099 reais, na última semana de dezembro, para 4,151 reais, no período entre 1º e 6 de janeiro.

 

 

É a décima semana seguida de alta, e o maior valor registrado na série histórica da ANP. A pesquisa leva em conta o valor cobrado dos consumidores em 5.398 postos, mas não considera a variação da inflação no período.

 

Na primeira semana de janeiro, o preço do combustível vendido pela Petrobras nas refinarias às distribuidoras teve redução de 3,5%. A estatal fez quatro reajustes no período, segundo política de revisão adotada desde julho do ano passado. A alta acumulada desde então é de 24,4%. Os postos têm liberdade para estabelecer o preço final, mas o valor pago nas distribuidoras é um componente nessa conta.

 

O preço do diesel também subiu pela segunda semana consecutiva, com o litro sendo vendido a  3,479 reais, segundo dado de 4,224 postos. O combustível também é vendido pela Petrobras, e teve queda de 2,2% para as distribuidoras. O etanol registrou a quarta alta consecutiva, sendo vendido a 2,946 reais por litro, em média.

 

MAPA22

             FONTE: AGENCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS (ANP)

 

 

VEJA.ABRIL.COM

Sobe Catracas

ALVARO CAMPELO, vereador de Manaus

Foi o vereador que registrou em 2017 100% de comparecimento às sessões da Câmara

Sobe Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Após pressão, recuou e garantiu o aumento salarial dos professores municipais reajustado em julho/2017 pelo Governo Federal

Desce Catracas

ALEXANDRE BIANCHINI, presidente da Manaus Ambiental

São inúmeras as reclamações da má prestação de serviço no fornecimento de água em Manaus

Desce Catracas

ANTONIO PONGÓ, prefeito cassado de Caapiranga

Vice prefeito Moisés Filho denunciou Pongó a polícia por ter sacado R$ 1,8 milhão antes de deixar prefeitura  

BASTIDORES