DeAmazônia

MENU
Atualizado em 09/01/2018

Prefeito de Maraã deixa ambulâncias quebrarem para alugar uma por R$ 26 mil

Três ambulâncias do hospital estão paradas por falta de peça de reposição

Prefeito de Maraã deixa ambulâncias quebrarem para alugar uma por R$ 26 mil Quatro ambulâncias estão quebradas em Maraã

DEAMAZÔNIA MARAÃ, AM - O prefeito Magno Moraes deixou três ambulâncias paradas por falta de manutenção e decidiu alugar outro veículo, por meio de licitação, para atender o hospital da cidade, no valor mensal de R$ 26.500 mil. E o pior a ambulância que o prefeito contratou também quebrou. semana passada e não tem veículo agora para transportar os doentes.

 

Leitor do DeAMAZÔNIA em Maraã que fez a denuncia disse que o serviço para recuperar cada veículo sairia em média R$ 500. Em junho, do ano passado, quando o prefeito alugou o novo veículo para transportar os pacientes, duas ambulâncias do hospital ( Unidade Mista de Maraã) estavam quebradas e uma terceira vivia constantemente no pregro por falta de peça de reposição. No hospital atendem somente dois médicos.

 

“Séria mais fácil concertar ao menos uma das três ambulâncias do que gastar R$ 26 mil”, disse o morador. “Agora a Unidade Mista de Maraã está com as quatro ambulâncias quebradas e não tem veículo para transportar doentes”, completou.   

 

O aluguel da nova ambulância foi homologado na licitação feita com duas empresas, em junho de 2017, para locação de motos, carros e vans. A empresas vencedoras que dividem R$ 134.600 no aluguel são MEC Manuteção Elétrica Ltda e Fernandes de Souza –ME.

 

Porém, até agora nem o prefeito Magno Moraes, e nem os representantes das empresas se manifestaram sobre o reparo da nova ambulância.  

 

O DeAMAZÔNIA  não conseguiu contato com o prefeito de Maraã.

aluguels

Sobe Catracas

KETELLEN REGINA, atleta

Amazonense representará o estado no Mundial Escolar de Marrocos pela modalidade Luta Olímpica

Sobe Catracas

FLÁVIO PASCARELLI, presidente do TJ/AM

TJ/AM ficou entre os quatro primeiros tribunais estaduais do País em produtividade no cumpriento da Meta 1 do CNJ

Desce Catracas

MANO DADAI, vereador de Santarém

Foi preso na operação Perfuga, após ser entregue em delação, acusado dos crimes de peculato e associação criminosa

Desce Catracas

RAIMUNDO CHICÓ, prefeito de Anamã

Pela segunda vez em dez anos, Justiça Eleitoral determinou o afastamento dele do cargo e pede novas eleições ao município

BASTIDORES