DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/12/2017

Artur e Alckmin vão se enfrentar em cinco debates nas prévias tucanas

Debates vão iniciar em fevereiro de 2018

Artur e Alckmin vão se enfrentar em cinco debates nas prévias tucanas Artur Neto e Geraldo Alckmin vão se enfrentar nas prévias internas do partido

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o prefeito de Manaus, Artur Neto se enfrentarão em cinco debates, antes das prévias tucanas. É o que definiu a comissão do PSDB escalada para organizar os embates entre os dois pré-candidatos a presidente da República. A informação é do blog do Josias de Souza.

 

Artur Neto que havia proposto dez debates, nas principais capitais do país, concordou. O PSDB tem mais de 1 milhão de filiados. O prefeito de Manaus quer a participação direta dos filiados nesta escolha.

 

Terão direito a votar nas prévias os tucanos com pelo menos um ano de filiação à legenda.

 

Segundo o blog do Josias, cogita-se contratação de um mediador. A ideia inicial é realizar três debates em fevereiro e dois em março. As prévias viriam na sequência, em tempo para permitir que o escolhido deixe o cargo público que ocupa até o início de abril, dentro do prazo previsto em lei.

 

A comissão organizadora das prévias formada pelo senador Tasso Jereissati (CE), o governador de Goiás, Marconi Perillo, o deputado Bruno Araújo (PE) e o ex-senador José Aníbal (SP) cogita utilizar as unas eletrônicas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Sobe Catracas

JOMAR FERNANDES, desembargador do TJAM

Passou a integrar o Conselho de Magistratura do AM representando as Câmaras Criminais do Tribunal 

Sobe Catracas

NÉLIA CAMINHA, desembargadora

Foi reconduzida ao cargo de presidente da 3ª Câmara Cível do TJAM, por aclamação, para mais dois anos, até 2020

Desce Catracas

ARAILDO CARECA, prefeito de Santa Izabel do Rio Negro

Justiça do AM bloqueou R$100 mil em bens dele, após denúncia do MP-AM, de que teria direcionado licitação de R$3 milhões para empresa de parente

Desce Catracas

ILISEU 'BAT', ex-presidente da Câmara de Coari

TCE reprovou as contas da Câmara Municipal referentes ao ano de 2016 e ele terá que devolver R$ 2,2 milhões aos cofres 

BASTIDORES