DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/12/2017

Artur e Alckmin vão se enfrentar em cinco debates nas prévias tucanas

Debates vão iniciar em fevereiro de 2018

Artur e Alckmin vão se enfrentar em cinco debates nas prévias tucanas Artur Neto e Geraldo Alckmin vão se enfrentar nas prévias internas do partido

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o prefeito de Manaus, Artur Neto se enfrentarão em cinco debates, antes das prévias tucanas. É o que definiu a comissão do PSDB escalada para organizar os embates entre os dois pré-candidatos a presidente da República. A informação é do blog do Josias de Souza.

 

Artur Neto que havia proposto dez debates, nas principais capitais do país, concordou. O PSDB tem mais de 1 milhão de filiados. O prefeito de Manaus quer a participação direta dos filiados nesta escolha.

 

Terão direito a votar nas prévias os tucanos com pelo menos um ano de filiação à legenda.

 

Segundo o blog do Josias, cogita-se contratação de um mediador. A ideia inicial é realizar três debates em fevereiro e dois em março. As prévias viriam na sequência, em tempo para permitir que o escolhido deixe o cargo público que ocupa até o início de abril, dentro do prazo previsto em lei.

 

A comissão organizadora das prévias formada pelo senador Tasso Jereissati (CE), o governador de Goiás, Marconi Perillo, o deputado Bruno Araújo (PE) e o ex-senador José Aníbal (SP) cogita utilizar as unas eletrônicas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Sobe Catracas

ARI MOUTINHO, desembargador

Determinou a convocação de 20 candidatos aprovados em concurso público para o Corpo de Bombeiros do Amazonas

Sobe Catracas

THIAGO SILVA, lutador de jiu-jitsu

Amazonense participará de Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, que acontece na Califórnia

Desce Catracas

JOCIONE SOUZA, prefeito de Novo Aripuanã

Prometeu pagar a passagem de 130 alunos para abertura dos Jogos Escolares do AM, mas alunos perderam o evento por ele não efetuar pagamento

 

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Moradores denunciam nas redes sociais a falta de médicos, remédios e o completo caos no Hospital Geral da cidade

BASTIDORES