DeAmazônia

MENU
Atualizado em 20/11/2017

CARLOS COSTA #Ponte de Safena

CARLOS COSTA #Ponte de Safena

O Porto do município de Itacoatiara, mais profundo do Amazonas e que pode receber navios de vários calados, é a saída perfeita para escoar toda a produção do Estado isolado por rodovias, com ad BR-319, até Porto Velho e 163, que ligaria Santarém ao Mato Grosso, para escoar grãos produzido naquele Estado, apenas uma com ponte, chamada de Safena pelo seu idealizador e criador, Jeovan Barbosa, ligaria o município amazonense ao resto do Brasil e do Mundo e ainda proporcionaria pleno desenvolvimento pelos municípios de Urucurituba e Maués. Atingiria o mundo por rodovia e ferrovia, já concluídas passando por vários municípios e alcançando vários municípios paraenses, a partir de Aveiros, no Pará. 

 

O projeto e a maquete estão prontos para serem alavancados, mas com as eleições, deputados e futuros candidatos, decidiram percorrer toda a sua extensão de mais de 800 km até Porto Velho, parando em Humaitá e outras cidades e comunidades isoladas pelo lamaçal ao longo da BR, que era trafegável até o final de 80, depois caiu no esquecimento. Até agora, com os políticos que decidiram percorrê-la em caravana, mas que lhes possam render votos também. 

 

Na década de 80, como assessor de comunicação e marketing da Mineração Taboca S/A, pertencente grupo Paranapanema de Octávio Lacombe e José Carlos Araújo, devido aos constantes roubos de carregas carregadas de minérios, foi discutida a hipótese de se fazer toda exportação da cassiterita extraída do Projeto Pitinga, pelo porto do município da "Vela Serpa", que é o mais profundo do Amazonas e pode receber navios de todos os calados. Quando a ideia foi discutida no Governo José Lindoso, ele prometeu conceder licença de exploração por 30 anos ao Grupo Paranapanema.

 

Como o Estado não tenha recursos para mandar recapeá-la toda e devido ao peso das carretas que levariam o minério até o porto para ser embarcada em grandes navios, exigiu a construção de uma ferrovia para fazer o escoamento de todo o minério extraído nas Minas Pitinga e Jacutinga, no município de presidente Figueiredo, cujo nome é é homenagem ao primeiro governador da província do Amazonas, João Batista Terreiro Aranha e não ao último presidente militar general João Batista Figueiredo, como alguns ainda chegam a pensar! 

 

Ponte de Safena” foi o nome que pronunciou o Dr. Alberto José Valério e Silva, durante o lançamento da Revista ITA NEWS, no hall do Cineteatro DIB. O projeto Ponte de Safena, se for executado, causará poucos impactos ambientais. Mais estudos ainda estão sendo feitos.

  

Trata-se de uma das alternativas para tirar o Amazonas do isolamento e verdadeira saída para o Município de Itacoatiara a voltar a ter a importância econômica que nunca deveria ter perdido! A BR-319, ficaria exclusiva para ônibus e carros de passeio. 

*O autor é jornalista 

Sobe Catracas

FRANCISCO DEODATO, secretário da Susam

Estado fechou acordo com todas as cooperativas e empresas que prestam serviços a hospitais e demais unidades de saúde em Manaus

Sobe Catracas

FRANSUÁ MATOS, vereador de Manaus

Recebeu o Prêmio Destaque Brasil América por se destacar durante o ano de 2017, com atividades compromissadas com questões sociais e sustentáveis 

Desce Catracas

DAVID BRANDÃO, comandante geral da PM/AM

Onda de criminalidade assusta moradores de Coari que tem efetivo reduzido para trabalhar

Desce Catracas

WILSON ALECRIM, ex-secretário da Susam

Foi preso em operação da polícia federal acusado de desvio de recursos da saúde

BASTIDORES