DeAmazônia

MENU
Atualizado em 21/10/2017

Dez municípios ficam sem juízes eleitorais, nas próximas eleições

Especialistas dizem que a ausência de juízes nestas cidades vai abrir espaço para corrupção e compra de votos

Dez municípios ficam sem juízes eleitorais, nas próximas eleições Os eleitores de Boa Vista do Ramos ficarão agregados a Maués. Foto: reprodução/internet

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O Tribunal Superior Eleitoral aprovou a extinção de dez zonas eleitorais nas comarcas de Anamã, Boa Vista do Ramos, Careiro da Várzea, Caapiranga, Nova Olinda do Norte, Manaquiri,  Rio Preto da Eva, São Sebastião do Uatumã, Silves e Urucurituba.  Uma das exigências é que os municípios tenham mais de 70 mil eleitores.

 

Com a extinção dessas zonas eleitorais as populações do interior ficam no prejuízo, avaliam especialistas. Eles dizem que a ausência de juízes eleitorais nas comarcas vai abrir espaço maior para a corrupção e para a compra de votos nas futuras eleições.

 PROPOSTA TRE

 

Com essa mudança tem juiz que vai cuidar de dois municípios, ao mesmo tempo, em plena campanha eleitoral. Ou seja, serão titular de uma zona eleitoral e ficar com competência ampliada para a cidade que teve a zona extinta.

 

Nessas cidades, a Justiça Eleitoral ficará apenas com um núcleo para atender as demandas das campanhas, políticos e eleitores.  

 

Os eleitores das zonas eleitorais extintas serão redistribuídos para as zonas eleitorais ,sem alterações em seus locais de votação.

 

Os eleitores da Zona Eleitoral de Urucurituba serão redistribuídos para Itacoatiara; a Zona Eleitoral de Nova Olinda será agregada a Autazes, eleitores de Silves a de Itapiranga,  já os eleitores de Rio Preto da Eva  e do Careiro da Varzea pertencerão a comarca de Manaus, de Anamã ficará na zona de Manacapuru; de São Sebastião do Uatumã ficará em Urucará. Boa Vista do Ramos ficará em Maués e Manaquiri no Careiro

 

O TSE queria acabar mais de 30 zonas eleitorais no Estado. Mas o Tribunal Superior aceitou a proposta do TRE do Amazonas, que renegociou o tema da resolução, e aprovou a extinção de 10 municípios.

 

Sobe Catracas

CABO MARCELO, vereador de Rio Preto da Eva

Vereador que votou contra o aumento das taxas de iluminação pública, IPTU e de água denuncia cobrança abusiva

Sobe Catracas

ADELSON ALBUQUERQUE, ex-presidente do Boi Garantido

SEC comunicou ao TCE aprovação das contas dele na gestão do Garantido, em 2017

Desce Catracas

ALESSANDRA CAMPÊLO, deputada estadual (PMDB-AM)

Empresa pertencente ao marido dela é acusada de superfaturar serviços com a Susam

Desce Catracas

ADAIL FILHO, prefeito de Coari

MP pediu afastamento imediato dele do cargo, perda de mandato, e devolução de R$ 2,7 por acordo de fachadas com empresas

BASTIDORES