DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/10/2017

População do interior do Amazonas padece sem defensor público

Em nova política de gestão, Defensoria Pública do Estado retirou defensores do interior

População do interior do Amazonas padece sem defensor público Rafael Barbosa, defensor geral do Estado ( foto A CRITICA)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Não está fácil para quem precisa de advogado e tem de recorrer a Defensoria Pública nos municípios. Todos os defensores foram retirados do interior. Sem assistência judiciária gratuita os processos encalham e a população, em situação econômica que não lhe permite pagar advogados, fica sem acesso aos seus direitos na Justiça.

 

Em Parintins, população com 112 mil habitantes, segundo o IBGE, há previsão de chegar um defensor lá pelo mês de novembro. Em Santa Izabel do Rio Negro a coisa ainda é pior. Quando mais distante da capital, mas esquecido o povo é.

 

No sábado (14), em decisão liminar, o juiz Fábio Alfaia deu um prazo de 60 dias para que a Defensoria Geral lotasse dois defensores para a cidade de Coari, atendendo a um pedido do MP.

 

Aliás, não é de hoje que o Ministério Público do Amazonas combate o modelo de gestão do atual defensor geral, Rafael Barbosa, que implementou a retirada dos defensores do interior do Amazonas.  

DEAMAZONIA.COM.BR 

Sobe Catracas

CABO MARCELO, vereador de Rio Preto da Eva

Vereador que votou contra o aumento das taxas de iluminação pública, IPTU e de água denuncia cobrança abusiva

Sobe Catracas

ADELSON ALBUQUERQUE, ex-presidente do Boi Garantido

SEC comunicou ao TCE aprovação das contas dele na gestão do Garantido, em 2017

Desce Catracas

ALESSANDRA CAMPÊLO, deputada estadual (PMDB-AM)

Empresa pertencente ao marido dela é acusada de superfaturar serviços com a Susam

Desce Catracas

ADAIL FILHO, prefeito de Coari

MP pediu afastamento imediato dele do cargo, perda de mandato, e devolução de R$ 2,7 por acordo de fachadas com empresas

BASTIDORES