DeAmazônia

MENU
Atualizado em 06/10/2017

Joaquim Barbosa: político revogar decisão judicial é coisa de ditadura

Para o ex-presidente do STF, a Corte deve ter a última palavra em situações como a suspensão do mandato de Aécio Neves

Joaquim Barbosa: político revogar decisão judicial é coisa de ditadura Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Foto: reprodução/internet

ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) se disse aliviado em relação à decisão do Senado de não interferir na determinação do supremo em relação à suspensão do mandato do senador Aécio Neves (PSDB - MG).

 

Seria o fim da democracia no Brasil", disse ele à jornalista Mônica Bergamo, da "Folha de São Paulo". "Seria o início de um processo de venezualização", completou.

 

Para o ex-presidente do STF, a Corte deve ter a última palavra em situações como essa. "Político revogando decisão judicial é coisa de ditadura".

 

O Senado decidiu nesta terça-feira (3), após três horas de discussões, adiar para o próximo dia 17 a votação sobre a suspensão do mandato de Aécio. Senadores optaram por esperar a discussão do Supremo, marcada para o dia 11.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

ARI MOUTINHO, desembargador

Determinou a convocação de 20 candidatos aprovados em concurso público para o Corpo de Bombeiros do Amazonas

Sobe Catracas

THIAGO SILVA, lutador de jiu-jitsu

Amazonense participará de Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, que acontece na Califórnia

Desce Catracas

JOCIONE SOUZA, prefeito de Novo Aripuanã

Prometeu pagar a passagem de 130 alunos para abertura dos Jogos Escolares do AM, mas alunos perderam o evento por ele não efetuar pagamento

 

Desce Catracas

HERIVÂNEO SEIXAS, prefeito de Humaitá

Moradores denunciam nas redes sociais a falta de médicos, remédios e o completo caos no Hospital Geral da cidade

BASTIDORES