DeAmazônia

MENU
Atualizado em 06/10/2017

Joaquim Barbosa: político revogar decisão judicial é coisa de ditadura

Para o ex-presidente do STF, a Corte deve ter a última palavra em situações como a suspensão do mandato de Aécio Neves

Joaquim Barbosa: político revogar decisão judicial é coisa de ditadura Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Foto: reprodução/internet

ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) se disse aliviado em relação à decisão do Senado de não interferir na determinação do supremo em relação à suspensão do mandato do senador Aécio Neves (PSDB - MG).

 

Seria o fim da democracia no Brasil", disse ele à jornalista Mônica Bergamo, da "Folha de São Paulo". "Seria o início de um processo de venezualização", completou.

 

Para o ex-presidente do STF, a Corte deve ter a última palavra em situações como essa. "Político revogando decisão judicial é coisa de ditadura".

 

O Senado decidiu nesta terça-feira (3), após três horas de discussões, adiar para o próximo dia 17 a votação sobre a suspensão do mandato de Aécio. Senadores optaram por esperar a discussão do Supremo, marcada para o dia 11.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Sobe Catracas

GEORGE LINS, médico urologista

Amazonense tem se destacado em hospital de São Paulo, por realizar procedimentos médicos robóticos

Sobe Catracas

RAMINA SAMOA, professora

Desenvolveu aplicativo 'Triangulo Numérico' para ensinar matemática a alunos de escolas municipais de Manaus

Desce Catracas

ANDERSON SOUSA, prefeito de Rio Preto da Eva

Festa da Laranja 2018, realizada em Rio Preto da Eva, foi um fiasco sem atrações anunciadas 

Desce Catracas

EDSON DE PAULA, prefeito de Barcelos

MP vai investigar suposta compra de título nacional, que ele está entre os "100 melhores prefeitos do Brasil", sem critérios ou documentos pela UBD 

BASTIDORES