DeAmazônia

MENU
Atualizado em 30/07/2017

Revista Época publica planilhas e notas de propina da JBS e cita Braga

O valor repassado ao PMDB do Senado ultrapassa R$ 1 bilhão.

Revista Época publica planilhas e notas de propina da JBS e cita Braga Senador Eduardo Braga é citado na reportagem especial da Revista Época ( Agência Brasil)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Revista Época, desta semana, publicou, em reportagem Especial, algumas das provas que os delatores da JBS vão entregar à Procuradoria-Geral da República, que comprovariam, segundo eles, o pagamento de propina a políticos de vários partidos, entre 2006 e 2017. Entre eles, o senador Eduardo Braga(PMDB), que disputa o governo do Amazonas. As provas vão dar prosseguimento às investigações da operação Lava Jato.

 

A revista Época teve acesso a contabilidade da JBS. As planilhas listam a propina de pagamentos durante dez anos aos políticos. Segundo a reportagem, comprovante bancários, notas fiscais frias, contratos fraudulentos e depósitos em conta secretas no externos são provas de pagamento ilícitos aos políticos. O valor repassado ao PMDB do Senado ultrapassa R$ 1 bilhão.

 

A notícia balança as estruturas do PMDB no Amazonas e mostra o cerco se fechando contra o senador amazonense, o presidente Michel Temer, o presidente Eunício Oliveira e outros senadores do PMDB, citados nas delações da JBS.  

 

Para o PMDB do Senado, foram repassados, segundo a reportagem, R$ 29,1 milhões, divididos entre cinco senadores da cúpula do partido. Ao senador Eduardo Braga teria sido repassado o aporte de R$ 6 milhões, para apoiar a eleição da ex-presidente Dilma em 2014.

 

Neste sábado (29) o jornal Nacional deu destaque a reportagem especial da Revista Época.

 

Sobre o caso, Braga tem repudiado as delações da JBS e negado as acusações dos executivos da empresa.

 jbsd

wedudoa

DEAMAZONIA.COM.BR

Sobe Catracas

BI GARCIA, prefeito de Parintins

Vai demitir secretários que não colaboram com medidas de prevenção para evitar morte de pessoas pela pandemia de coronavírus

Desce Catracas

DOCA ALBUQUERQUE, prefeito de Terra Santa

Publicou decreto estranho que anula convocação de aprovados em concurso 2020 e abrirá processo seletivo