DeAmazônia

MENU
Atualizado em 28/07/2017

MP/AM ouve servidores da Suhab demitidos por perseguição de David

RETALIAÇÃO Governador demitiu de uma só vez 50 servidores e colocou no lugar filhos de pastores

MP/AM ouve servidores da Suhab demitidos por perseguição de David Governador interino, David Almeida

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM -  A promotora de Justiça Wandete de Oliveira Netto, da 78ª Promotoria de Justiça Especializada do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP/AM) começou a ouvir, nesta quinta-feira (27), os servidores exonerados da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) após denuncia de perseguição do governador interino, David Almeida(PSD), que faz campanha utilizando os órgãos do Estado abertamente para a candidata Rebecca Garcia(PP). 50 funcionários foram demitidos.

 

David nomeou Nilson Cardoso, membro da igreja Adventista do Sétimo Sima, a mesma que o governador frequenta e teria enchido a Suhab de pessoas desqualificadas para os cargos e feito cabide de emprego somente com filhos de pastores ou ligados ao movimento evangélico.

 

Além da retaliação, os servidores relataram a promotora que  são obrigados a encerrar o expediente mais cedo para irem as caminhadas de Rebecca. Outra denuncia grave é sobre o novo cadastro de casas e apartamentos que está sendo feito para oferecer as unidades por troca de votos.

 

O procurador geral de Justiça, Fábio Monteiro, disse que se as denuncias forem confirmadas providências cabíveis serão tomadas.

Sobe Catracas

BI GARCIA, prefeito de Parintins

Vai demitir secretários que não colaboram com medidas de prevenção para evitar morte de pessoas pela pandemia de coronavírus

Desce Catracas

DOCA ALBUQUERQUE, prefeito de Terra Santa

Publicou decreto estranho que anula convocação de aprovados em concurso 2020 e abrirá processo seletivo